Viagens

Férias no Chile: Santiago com crianças

Eu já relatei aqui no blog a minha experiência de neve quando fomos para Farellones, centro de esqui próximo a El Colorado e ao Valle Nevado. Além de passar alguns dias nas montanhas, passamos outra parte da viagem conhecendo Santiago. E é sobre a capital do Chile que vou contar aqui neste post: Santiago com crianças!

A chegada em Santiago já é um show à parte com a vista da Cordilheira dos Andes da janelinha do avião. É uma vista impressionante por quase 1 hora de vôo! A dica que sempre dão para apreciar essa paisagem é sentar-se nas poltronas do lado esquerdo do avião na ida e no lado direito na volta.

Fomos em agosto, bem no inverno. Depois de ficarmos 3 dias em Farellones, voltamos para a capital, onde passamos mais 2 dias. Foi tempo suficiente para passear bastante e conhecer muitos lugares na capital chilena.

Nos hospedamos no charmoso hotel Orly, que fica no bairro de Providencia. Só de dar uma voltinha pela cidade já nos surpreendemos com a paisagem: prédios altos contrastando com os picos de neve nas montanhas. Visual lindo, diferente de tudo o que eu já tinha visto em um centro urbano.

Não alugamos carro… nos locomovemos pela cidade apenas de metrô e táxi e foi super ok! Levamos um carrinho guarda-chuva para o Teodoro, fácil de abrir e fechar, e foi ótimo!

Pela manhã fomos conhecer a Casa de Pablo Neruda chamada La Chascona, construída em 1953 em homenagem à terceira e última mulher do poeta, Matilda Urrutia. A visita é guiada e bastante dinâmica. Hoje, a casa virou um museu que procura difundir a vida do poeta, que morreu em 1973. Alguns ambientes de Neruda estão conservados, como sua sala de jantar com pratos originais e talheres. Adorei conhecer tudo o que o poeta viveu nesta casa e um pouco de sua história.

Foi um passeio muito tranquilo de fazer com criança pequena! Só não dá para entrar com o carrinho, pois a casa tem muitas divisões e andares, cheia de escadas. Mas é possível deixar o carrinho na recepção.

Um passeio que não tivemos tempo suficiente para fazer foi o Zoológico de Santiago, que dizem ser imperdível para crianças!

A manhã do dia seguinte foi reservada para conhecer o Parque Bicentenario de La Infancia, que foi inaugurado em 2012. É um parque bem gostoso, pensado nas crianças, com parquinho, instalações divertidas e, claro, muito espaço para brincar e passear. As bolas de concreto na entrada do parque que jorram água fazem o maior sucesso!

Depois do parque, fomos conhecer o Mercado Central de Santiago, equivalente ao nosso Mercadão e parada obrigatória! Declarado monumento histórico nacional, o prédio foi construído em 1872. O Mercado Central possui inúmeros restaurantes, que inclusive ficam abordando os turistas para entrarem. A comida é deliciosa! Também vimos alguns artesanatos logo na entrada do Mercado.

Aproveitamos para dar uma voltinha pelo centro da cidade, observando os prédios históricos ao redor.  Caminhamos na Plaza de Armas, onde estão a Catedral de Santiago, o Museu Historico Nacional, a Prefeitura e o Edifício do Correio Central.

Voltamos para o hotel para o Teodoro descansar e, à noite, curtimos um jantarzinho no Bar Liguria, que ficava bem ao lado do hotel. No dia seguinte, nos restava poucas horas para passear e, portanto, optamos por explorar o bairro da Providência a pé.

Foi uma viagem deliciosa e muito rica! Pra mim, sem dúvida, o que mais me marcou foi a vista das montanhas com neve mesclada com a paisagem urbana de Santiago! Na mala, além de lembranças, trouxemos alguns bons vinhos chilenos. Compramos no supermercado mesmo (e outros valiam mais a pena comprar no free shop). Aliás, eu nunca tinha visto vinho em embalagem Tetra Pak!!

Ah, não deixe de ler a primeira parte desta viagem ao Chile sobre a nossa estadia em Farellones, estação de esqui. É só clicar aqui!

Leia também:

Férias de inverno: neve com crianças no Chile

Para onde viajar com a família no outono

Os melhores hotéis para se hospedar com crianças

Deixe seu comentário!