Destinos

Como é acampar com crianças

Como é acampar com crianças? Incrível!

Pronto, esse post poderia acabar aqui mesmo, porque foi a definição mais exata que encontrei depois da nossa experiência em um camping com as crianças! E para ajudar outras famílias, vou contar aqui em quais pontos a gente acertou e em quais pontos a gente errou na hora de acampar!

Você pode salvar no Pinterest e ler depois:

camping com criancas

Procure um camping com estrutura

Pesquisei bastante e busquei várias indicações de campings. Sempre faço pesquisas no TripAdvisor e no Booking.com sobre os estabelecimentos que quero conhecer. Também perguntei a conhecidos e para os seguidores no meu perfil do Instagram!

A entrada do camping

Escolhemos o Camping Chapéu de Sol, em Itu, para a nossa primeira aventura! Além de ser pertinho de São Paulo – a cerca de 1 hora, é um camping que tem uma ótima estrutura de entretenimento para crianças, como parquinho, pesqueiro e até piscina aquecida (que não usamos). Na maioria das avaliações que li, tinha a informação de pessoas que foram com crianças – e isso contou muito na hora da decisão. O próprio camping se define como um lugar familiar, com regras bem claras sobre barulho etc.

Escolhemos um camping com estrutura para as crianças brincarem!

O nossa camping tinha até piscina

A primeira vez acampando

Na verdade a nossa primeira aventura de camping foi quando viajamos de motorhome no Canadá por 7 dias, mas ficar em barraca é muito mais roots. Então optamos por passar apenas uma noite no camping – de sábado para domingo para ver a adaptação (a nossa e das crianças).

 

Equipamentos necessários para acampar

Nós já tínhamos alguns equipamentos e outros nós compramos antes de ir. A experiência foi tão bacana que já queremos adquirir mais acessórios para acampar com cada vez mais conforto! Confira quais são os principais apetrechos para acampar:

Barraca

Nossa barraca é tipo iglu para 2 pessoas. Coubemos os quatro (2 adultos e 2 crianças). Mas ficou um pouco apertado e já estou de olho em outras barracas disponíveis no mercado! A barraca tipo iglu é boa porque tem a montagem mais fácil.

A nossa barraca modelo iglu

É impossível não olhar para o vizinho campista com aquela super barraca mega blaster e não querer uma igual da próxima vez. E quando você se depara com uma família que adaptou uma kombi e a transformou em um motorhome? Virou meu sonho de vida!!

Ao fundo, uma Kombi adaptada para funcionar como um motorhome

 

Colchão inflável ou saco de dormir?

A gente já tinha um colchão de casal inflável para camping, que é super confortável. Além de ser macio, ele impede o contato com o chão (o que torna menos úmido ou frio). Mas ficou pequeno para nós 4. O saco de dormir pode substituir o colchão inflável, usando, também uma espécie de manta térmica por baixo (para evitar a perda de calor do corpo para o solo).

Levamos um lençol de casal, agasalhos quentinhos, blusas segunda pele térmicas e algumas mantas de microfibra. Mas ainda assim passamos frio durante a noite! Por esse motivo, acho que o saco de dormir, que tem revestimento térmico por dentro, seria a melhor opção. Outro erro nosso foi ter levado mantinha de microfibra. Elas são muito leves e não esquentam nada! Só lembrando que acampamos no mês de maio, já no outono.

Mesas e cadeiras

Existem vários “móveis” para acampar que valem a pena, mas não são imprescindíveis… são acessórios que deixam o acampamento mais agradável e confortável. Eles são feitos de lona, são resistentes, leves e fáceis de levar. Levamos banquinhos dobráveis e uma poltrona, além de uma mesa dobrável. No nosso camping tinha uma mesa de cimento com bancos, o que facilitou bastante a hora do jantar e do café da manhã.

Fogareiro

Apesar de contar com um espaço com cozinha comunitária no camping, compramos um fogareiro para fazer o jantar. Levamos dois vasilhames pequenos de gás, compatíveis com o nosso fogareiro. Deu e sobrou gás!

Para as refeições levamos: uma panela pequena, talheres, copos (de plástico duro), guardanapo, pratos, caneca para o café. Não se esqueça de esponja de lavar louça e detergente para lavar na pia comunitária, se não quiser trazer tudo sujo de volta.

A hora do jantar no camping

Alimentação

As comidas foram as mais práticas possíveis: macarrão instantâneo para o jantar e kibe já pronto trazido de casa. Para o café da manhã, achocolatado pronto para as crianças, café instantâneo para nós, bisnaguinha e creme de avelã. Nada que precisasse de refrigeração. Dá para fazer uma refeição (bem) mais elaborada, a gente é que não teve criatividade mesmo.

Um vinhozinho para tomar ao redor da fogueira também não pode esquecer, né? E sim, nós fizemos fogueira!! Quem leu nossa experiência de motorhome no Canadá viu que a época era de tempo muito seco e, para evitar incêndios florestais, as fogueiras estavam proibidas durante a temporada que estivemos lá.

Fogueira e vinho não podem faltar, né?

No caso do camping em Itu, ao lado de cada área de barraca tinha, além de uma mesa de cimento, um poste de luz com tomadas e ainda uma pequena churrasqueira de cimento que também faz as vezes de fogueira. As crianças foram recolher galhos secos e voilá: tínhamos uma fogueira quentinha! Só faltaram os marshmallows. Ah, levar um acendedor daqueles de churrasqueira facilita bastante na hora de acender a fogueira!

Lanternas

Imprescindível levar! Levamos uma lanterna para cada – e a brincadeira ficou mais legal ainda para as crianças nesse momento. Também comprei uma lanterna para pendurar dentro da barraca.

Selfie do filho com a lanterna de cabeça: diversão garantida!

Erro: não apostei em pilhas boas e também não levei pilhas extras. Fiquei a noite inteira com receio de acabar as pilhas das lanternas. Usamos as lanternas para montar a barraca (pois chegamos tarde), para preparar o jantar, para as crianças brincarem ao redor da barraca (a magia de acampar é essa né?), para buscarem gravetos para fazer a fogueira, para ir ao banheiro e dentro da barraca antes de dormir. Não dá para esquecer a lanterna rs

Banheiros

A minha preocupação era ter banheiros limpos no camping e fui com bastante receio. Comprei protetores de assento sanitário para usar com as crianças. Me surpreendi com a limpeza dos banheiros de onde nós estávamos, mas poderia não ser assim, né? Então vale a dica de levar esses protetores.

A área do banheiro, chuveiros e pias

 

Dá medo dormir em uma barraca? 

Como eu falei acima, a gente não tava muito confortável pelo tamanho do colchão e o vento frio que entrava na barraca só piorava o incômodo. As crianças dormiram rápido, não tiveram medo e estavam quentinhas (nossa prioridade era esquentar os pequenos).

Eu fiquei com um pouco de medo sim e demorei pra pegar no sono, pois não dá para negar que dormir dentro de uma barraca te deixa um pouco vulnerável, né, ainda mais para quem vai pela primeira vez. Mas foi a primeira noite, é até normal ter essa estranheza. No meio da madrugada acordei com vontade de fazer xixi. A área do banheiro ficava a uns 30 metros da nossa barraca e era iluminado, mas eu não tive coragem de ir até lá não hahah Segurei e só fui quando o dia amanheceu!

Confesso ter tido um pouco de medo na primeira noite dormindo na barraca

O amanhecer no camping

Acordar na barraca do camping com toda aquela natureza em volta é muito bom! Aproveitei e fui ver o espetáculo do sol nascendo na manhã gelada enquanto todos dormiam na barraca. Aos poucos os outros campistas vão saindo de suas tocas. As crianças já saem prontas pra brincar!

O amanhecer no camping

Tomar o café da manhã rodeado de árvores, mato e sons de passarinho é uma experiência que toda família deveria ter! Peguei minha caneca de café, a minha mantinha, sentei na cadeira de camping e apenas agradeci!

Cafézinho de manhã já pensando no próximo acampamento!

Dá trabalho acampar?

Dá trabalho sim e agora entendi o real significado de “levantar acampamento”. Mas é uma experiência tão única que saí do camping já pensando no próximo! As crianças adoraram, cada um do seu jeito. Enquanto o mais velho e mais aventureiro gostava de explorar a área do acampamento, a mais nova se divertiu brincando dentro da barraca – brincando de casinha hahah.

Dá trabalho, mas vale a pena! No meu canal do IGTV publiquei um videozinho com alguns dos momentos que passamos no camping Chalé de Sol. É só clicar para assistir:

Clique para assistir ao vídeo no IGTV

 

Para quem quer acampar e não dispõe de barraca/ equipamentos e não quer investir, procure por campings “ready camp”. O camping Valle das Águas, em Socorro, é pioneiro no Brasil em ready camp. Ele já dispõe de barracas equipadas e montadas, prontas para o campista iniciante vivenciar a aventura de acampar. Além de pertences pessoais, você só precisa levar roupa de cama e banho.

E para quem ficou interessado em acampar e quer investir em barraca e equipamentos, dá para encontrar tudo o que citei aqui no post na loja online da Decathlon. Lá tem desde barraca até acessórios para camping.

Saindo do camping, fomos conhecer um pouco a cidade. Fiz um post contando sobre alguns lugares legais para visitar em Itu.

Leia também:

Just So Brasil: evento de artes e campismo para a família 

Você já ouviu falar em turismo sustentável? Será que você pratica e nem sabe?

Como foi viajar de motorhome com as crianças 

Hotéis em SP para viajar com as crianças nas férias de julho

 

5 comentários

  1. Marcos

    Consulte também o maior site de campismo do BRasil. eles também tem Aplicativo pra celular com mais de 4.000campings https://macamp.com.br/app-macamp

  2. Lucas

    Muito legal esta postagem!
    Já tivemos algumas experiências em a acampar com crianças (sobrinhos).
    E tem várias pontos legais nesta postagem, com as nossas experiências, conseguimos verificar, que se não for fazer muito seguido, não vale o investimento em comprar barracas maiores, até porque tem ir para ficar ao menos 4 dias acampando. E com o passar do tempo, aprendemos a acampar levando cada vez menos coisas. Normalmente vamos o casal e mais 2 ou 3 sobrinhos, e achamos melhor levar 2 barracas e dividir um adulto e uma criança numa barraca e outro adulto com mais 1 ou 2 crianças. Elas adoram acampar, seguido estão nos pedindo para ir novamente.

    1. Cátia Noronha respondeu Lucas

      Que legal, Lucas, bons pontos mesmo! Aprender a levar menos coisas realmente acho a parte mais difícil rs Mas por aqui todos amaram a experiência e muito em breve faremos de novo! Aliás, se tiver dicas de campings legais, pode deixar aqui 😉

  3. LUCAS MORAIS

    Somos do RS e por aqui tem alguns lugares legais de ir também…
    Mas adoramos mesmo acampar em Garopaba/SC, no camping lagoamar (http://www.lagoamar.com.br/), camping de frente para o mar, com infra-estrutura muito boa, inclusive com cozinha (pia, fogão c/gás, churrasqueiras) e mesas a disposição para para o campistas. O camping é separado em quadras e é calçado. Local separado para motorhomes. Pracinha para crianças, etc!!! É um camping bem familiar…

    1. Cátia Noronha respondeu LUCAS MORAIS

      Nossa, que ótima dica pros leitores e pra mim também!! Obrigada, quando formos pro sul já sabemos onde podemos ficar!!

Deixe seu comentário!