Casa & Decoração

Upcycling: faça um vasinho de flores usando garrafa de plástico

Você já ouviu falar em upcycling? Hoje, dia 05 de junho, Dia Mundial do Meio Ambiente, que tal aprender a fazer um vasinho suspenso com garrafa de plástico?

Você sabia que uma garrafa PET precisa de mais de 200 anos para se decompor?! A poluição plástica é o tema do Dia Mundial do Meio Ambiente deste ano. De acordo com a ONU Meio Ambiente, se esse problema não for solucionado poderemos ter mais plástico do que peixes nos oceanos até 2050! Assustador, né?

Qual a nossa parte? O ideal é reduzir a produção e evitar o consumo excessivo! Infelizmente alguns produtos só chegam até nós em embalagens plásticas, como é o caso da garrafa PET. Vamos cortar das nossas vidas o plástico excessivo?

Aqui em casa, além de separar o lixo reciclável, utilizamos o Upcycling e demos uma nova vida à garrafa de plástico (que na verdade já seria levada para a reciclagem).

O que é upcycling

Upcycling nada mais é que achar uma nova função de um material ou objeto que seria jogado no lixo. Não é o mesmo que reciclagem, embora ambos tenham o mesmo objetivo de ajudar o planeta. No upcycling damos uma nova vida ao objeto sem que esse material tenha que passar por nenhum outro processo (químico, em geral).

Por exemplo: uma lata de leite transformada em porta lápis é upcycling! Uma latinha que será levada para a fábrica para ser prensada junto com outras embalagens de alumínio e voltar para o mercado em uma nova forma é reciclagem. Ambas práticas são importantíssimas para o meio ambiente.

Aqui em casa usamos as garrafas de plástico e transformamos em vasinhos. Foi uma atividade super gostosa para se fazer em família e ainda tive a chance de conversar um pouco mais sobre sustentabilidade com as crianças. Por que jogar fora a garrafa de água ou leite se podemos dar uma nova função a ela? Tudo bem que já temos o costume de separar o lixo para levar separadamente para a reciclagem, mas ainda assim é importante mostrar como o lixo em casa pode ganhar uma nova vida! E que vida, né?

Usamos:

Garrafa de plástico de 1 litro (usei de água e de leite)

Para cortar a garrafa de plástico, esquentei a ponta da faca na chama do fogão, pois fica mais fácil de correr pelo plástico (poderia usar o estilete também). Depois terminei o corte com uma tesoura. Notem que deixei um formato irregular. Essa parte mais alta que fará a sustentação do vasinho. Faça dois furos paralelos nesta parte da sustentação. É por lá que passaremos a cordinha que vai segurar o vasinho.

Também faça furos na base do vasinho. É importante para a água escoar quando for regar a plantinha.

O vasinho está pronto! Aqui as crianças usaram tinta guache para a decoração!

Forre o vasinho com argila expandida. Isso ajuda na drenagem da água e evita que as plantinhas sofram com excesso de umidade. Depois jogamos a terra e colocamos a plantinha no vaso. Se preferir podem usar sementinhas e montar uma hortinha.

Nos furos daquela parte mais alta do vaso, passei uma cordinha e o amarrei no tronco da árvore que fica na frente da nossa casa.

Fala-se tanto em sustentabilidade, mas nem sempre sabemos o que deve ser feito. Práticas super comuns no nosso dia a dia, como esse de dar uma nova vida a um objeto que iria para o lixo, ajudam bastante os nossos filhos a terem um senso de responsabilidade com o meio ambiente. Afinal, essa é a nossa casa, né?

Você tem o costume de falar sobre sustentabilidade com seus filhos? Quais ações sustentáveis vocês costumam praticar em casa?

Consumo

Mochilas de maternidade e mochilinhas infantis para deixar a sua viagem com filhos mais prática

No post anterior vocês leram algumas dicas de itens indispensáveis para levar na bagagem de mão em uma viagem com filhos. Então eu fiz uma seleção de mochilas para os pais e mochilas infantis. Todos os produtos são da loja Turma da Cegonha e tenho certeza que você também vai se apaixonar!

Sempre preferi usar mochila a bolsa de maternidade, tanto em passeios quanto em viagens. Por muito tempo usei uma mochila de maternidade da Skip Hop, com vários compartimentos, e que depois passei para a minha irmã (que usa até hoje). Meus filhos têm suas mochilinhas e malas. Eles adoram esse momento de arrumar a mala e de separar o que levar nas viagens! Acho legal eles terem essa autonomia e ganharem pequenas responsabilidades no decorrer dos anos!

Mochilas de maternidade:

Mochila Back’ Pack Delta – Safety 1st

Essa mochila com estampa militar, além de ter 12 compartimentos, trocador e 2 bolsas portáteis com engates tipo mosquetão, é perfeita para os papais, já que a grande maioria das mochilas ou bolsas de passeio é feminina. Aliás, um ótimo presente do Dia dos Pais, né? Clique aqui para comprar.

Mochila maternidade cinza Multilaser

Outra mochilla super versátil e com uma cor neutra. Possui bolsos internos e externos, compartimento para notebook 14”, acompanha tapete para trocar o bebê e ainda possui alça acoplada para prender no carrinho! Clique aqui para comprar.

Chelsea BackPack – Skip Hop

Uma bolsa que também pode ser carregada como mochila, é super prática e ainda tem um design todo moderninho. Também pode ser pendurada no carrinho! Clique aqui para comprar.

Bolsa de maternidade Forma BackPack – Skip Hop

Bolsa funcional, em formato de mochila, para carregar acessórios para bebês, com vários compartimentos,internos e externos e duas nécessaires, sendo uma térmica. Pode ser carregada nas mãos, costas ou no carrinho do bebê. Acompanha trocador acolchoado. Clique aqui para comprar.

Mochilas infantis:

As crianças também adoram carregar suas mochilinhas! Dê a elas a responsabilidade de guardar e carregar consigo seus brinquedinhos e até bolachinhas! Confiram a seleção que fiz das mochilinhas infantis:

Mochila Lequikids Prada dourada

Mochila Lequikids Prada, em tecido corino sintético emborrachado com textura, com 1 compartimento principal e alças ajustáveis. Nas cores: branca, vermelha, marinho, preta e dourada. Clique aqui para comprar.

Mochila infantil bichos Skip Hop

Aqui em casa temos o modelo desta mochilinha de cachorrinho e usamos desde que o Teodoro tinha 2 anos (ele está com 6 agora). Já rodou bastante pelo mundo!! Tem alças confortáveis e ajustáveis e ainda um bolsinho externo para carregar a garrafinha de água! Existem vários modelos de bichinhos desta mochila, desde cachorrinho, até joaninha, vaquinha, guaxinim e unicórnio! Clique aqui para ver todos os modelos.

Mochila com cinto Skip Hop

No mesmo design das mochilinhas infantis da Skip Hop, estão as mochilas com cinto, a famosa “coleira”. Já usei bastante essas mochilinhas coleira com o Teodoro quando ele tinha uns 2 anos, pois ele sempre foi terrível. A Alice, mais quietinha e grudada, nunca precisei. Nunca me importei com possíveis olhares esquisitos e julgadores. Antes a segurança dos meus filhos do que a opinião dos outros. Fora do Brasil, muita gente usa. Nos parques da Disney, por exemplo, é muito comum os pais usarem esse tipo de mochila nos filhos.Clique aqui para comprar.

Mochila MadPax Spiketus Rex Infantil

Essa é para os bem moderninhos e estilosos! As alças são acolchoadas e ajustáveis! Clique aqui para comprar.

Mala de rodinhas Zoo Skip Hop

Para viagens curtas, gosto de fazer uma mala para cada criança levar seus pertences prediletos. Uso muito da Skip Hop! Ela tem rodinhas, o que facilita bastante o transporte! E o mais importante: tem a altura certa para que os pequenos a levem ( e alça para pais carregarem como mochila). Clique aqui para comprar.

Mala carrinho infantil Trunki

Esse é meu sonho de consumo! Ela é projetadas como bagagem de mão para as crianças e funciona como assento!! Isso mesmooo…enquanto a gente fica lá no check in, na fila do caixa, fila do banheiro, as crianças podem sentar na malinha! E ela também pode ser puxadas pelos pais. Olhem o vídeo abaixo dessa malinha! Clique aqui para comprar.

Gostaram da minha seleção? Todos os produtos selecionados são da loja Turma da Cegonha, da qual sou afiliada. Comprando pelo link que está aqui no blog, você não paga nada a mais e eu recebo uma pequena comissão que me ajuda a manter o conteúdo de qualidade aqui no Todas as Mães!

Leia também:

Viagem com crianças de avião: o que levar na bagagem de mão?

Quais remédios levar em uma viagem com crianças

Férias no Chile: Santiago com crianças

Os melhores hotéis para se hospedar com crianças

Gramado e Canela com crianças

Disney: qual a idade ideal para levar os filhos?

No Instagram, busque pela hashtag #todasasmaesemviagem e confiram os posts que eu já fiz sobre viagens em família!

Viagens

Viagem com crianças de avião: o que levar na bagagem de mão?

Vai viajar com as crianças? Confira os principais itens para não esquecer de levar na bagagem de mão!

foto: pexels.com

Quem acompanha o perfil do Todas as Mães do instagram deve ter visto meu desabafo no stories sobre a ansiedade de viajar sozinha com meus dois filhos. Estava preparando a malinha de mão das crianças para viajar para o Rio (para a visita ao estúdio do D.P.A. – Detetives do Prédio Azul). Foi então que prometi fazer um post sobre “o que levar na bagagem de mão” em viagens com crianças.

A foto que postei na ocasião foi essa:

Sempre levo:

– Troca de roupa: separo uma troca completa para cada criança, com camiseta, bermuda/calça, calcinha/cueca e meia. Já aconteceu de passarmos por uma turbulência bem forte e eu derrubar um copo inteiro de suco de laranja no meu filho. Ele ficou super chateado mas a troca de roupa salvou! Quando o vôo é longo também levo pelo menos uma camiseta pra mim.

– Casaquinho: não é clichê não rs Tem que levar sim um agasalho no avião, porque o ar condicionado é forte e faz muito frio lá dentro. Leve para você também!

– lenço umedecido + álcool gel: serve para tudo: limpar as mãos, usar no banheiro e até fazer uma limpeza rápida na mesinha da poltrona – você sabia que a mesinha é o lugar mais sujo do avião, com recorde de bactérias? Eca! *segundo pesquisa do site Travel Math)

– soro para pingar no nariz (caso a viagem seja longa): o ar condicionado resseca muito a mucosa nasal e incomoda bastante!

bolachinhas e até um chocolatinhho para aqueles momentos tensos de entretenimento (rs). Nos vôos internacionais, preste atenção às restrições de alimentos do país de chegada.

– garrafinha de água: levo uma águinha na mochila para as crianças tomarem no aeroporto ou antes de entrar na sala de embarque (sincerona: não gosto que eles tomem água do bebedouro), já que dentro do avião você pode pedir um copo d’água . Só não se esqueça que em vôos internacionais existe uma regra para o transporte de líquidos e a sua garrafinha vai ficar retida no embarque. Consulte as regras sobre o transporte de líquidos em viagens internacionais no post sobre “quais remédios levar em uma viagem com crianças”.

– remédios na mala de mão: tem um post só sobre isso. Clique aqui para ler.

– E, claro, o mais importante: os documentos das crianças, senão ninguém embarca! Em viagens dentro do Brasil, para crianças de 0 a 12 anos acompanhadas de ambos os pais ou apenas um ou parente de até terceiro grau, basta a certidão de nascimento ou o RG. Para viagens internacionais, é necessário o passaporte válido e o visto, caso necessário. Quando a viagem for para a América do Sul, só o documento de identidade é necessário (ainda assim eu levo o passaporte). No caso do menor estar viajando para fora do país com apenas um dos pais, consulte a necessidade de autorização por escrito. Para maiores detalhes sobre a autorização, consultem o site da Polícia Federal no menu “Viagem ao Exterior – menores”. No site do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) você também encontra um formulário padrão de viagem internacional que precisa ser preenchido pelos pais que não acompanharão os filhos. A autorização deve ser emitida em duas vias, porque uma ficará com a Polícia Federal. A assinatura deve ser reconhecida em cartório por autenticidade ou semelhança

Não se esqueça também de todos viajarem com roupas e sapatos confortáveis. Prefiro evitar cintos porque dependendo do material pode apitar no raio x na área de embarque e você será obrigada a tirar. Pode parecer algo simples e bobo, mas no meio da fila do raio X, com crianças ansiosas, malas e bagagens de mão, aquela pequena confusão, ter que tirar o cinto nesta hora é bem fora de hora rs

Outros itens indispensáveis (que não são mais o meu caso) são:

chupeta(s) extra(s): porque uma hora a chupeta vai cair no chão (rs)

mamadeira ou copo de treinamento: os meus já tomam líquidos em copos normais, mas se não for o seu caso, leve os copos que os seus estão acostumados

fraldas: costumava trocar a fralda deles pouco tempo antes de entrar no avião, no banheiro do aeroporto, porque é muito mais confortável! Mas dependendo das horas de vôo, não tem jeito, vai ter que trocar dentro do avião mesmo. Peloamor, não me troque fralda suja de cocô na poltrona do avião (sim, já presenciei isso). Ninguém é obrigado, né? Na dúvida, pergunte para a(o) comissária(o) qual banheiro possui trocador e prepare-se para o aperto! Sempre odiei trocar a fralda dentro do avião, mas não tem jeito… deixar de trocar vai deixar o bebê muito incomodado e irritado, além de causar assadura e até possíveis infecções. Paciência, tem que trocar!

carrinho: na hora do check in avise a companhia aérea que você está com carrinho de bebê. Em todas as nossas viagens, nós entregamos o carrinho bem na porta da aeronave como bagagem especial e depois pegamos na esteira. É importante tirar suas dúvidas no check in principalmente se houver escalas no vôo! Sempre preferi levar carrinho do modelo guarda-chuva por ser menor e muito mais prático. Praticidade em uma viagem com crianças é tudo!! Clique aqui para conferir alguns modelos de carrinho guarda-chuva disponíveis na loja Turma da Cegonha.

leite e papinha: quando as crianças ainda tomavam leite em pó, levava exatamente as medidas que iria usar durante o vôo. Então eu só precisava pedir a quantidade de água necessária na hora de preparar o leite. Quanto à comida, eles já eram acostumados com a papinha pronta da Nestlé. Levava o necessário para a duração da viagem, junto com uma colherinha de silicone. Algumas companhias oferecem um cardápio infantil, mas você precisa solicitar antes da viagem. Entre em contato com a central de atendimento da cia aérea.

As crianças também levam mochilinha deles, geralmente com brinquedinhos, papel e canetinha, livrinhos e algumas bugigangas. Sabem aquele brinquedo que estava guardado na gaveta e eles nem se lembravam mais da existência? Leve! Vão brincar como se fosse novidade! Massinha também é uma boa!

Aguardem o próximo post com uma seleção de mochilas para os pais e mochilinhas para as crianças que podem deixar a viagem muito mais prática e confortável.

Leia também:

Quais remédios levar em uma viagem com crianças

Férias no Chile: Santiago com crianças

Os melhores hotéis para se hospedar com crianças

Gramado e Canela com crianças

Disney: qual a idade ideal para levar os filhos?

No Instagram, busque pela hashtag #todasasmaesemviagem e confiram os posts que eu já fiz sobre viagens em família!