Entretenimento

Parque da Mônica: saiba como foi a inauguração

Tive o privilégio de ser convidada para a inauguração para convidados e imprensa do novo Parque da Mônica no sábado, dia 04 de julho. Óbvio que fiquei empolgadíssima e lá fomos nós… “Minha equipe” e eu (#familia).

Parque da Mônica

Tirei tanta foto que quero mostrar e contar tudo para vocês! Me perdoem pela qualidade das fotos tiradas pelo celular. Devo confessar que desde a faculdade de jornalismo nunca fui boa na matéria “fotografia” rs. E, cá pra nós: tem que ser muito ninja pra brincar, cuidar de duas crianças empolgadas num parque de diversões e ainda tirar foto boa!

Parque da Mônica

O Parque da Mônica é o maior parque indoor do país e possui 20 atrações espalhadas pelos 12 mil metros quadrados. Neste post vou contar um pouco sobre algumas das atrações!

Clique e continue lendo!

Comportamento

A escolha da cadeirinha: entrevista com Guga Machado, do Eu Vou de Bike.com

Quem gosta de andar de bike, fica bastante ansioso para os filhos crescerem um pouquinho e poderem passear na cadeirinha da bicicleta. Mas, na hora de escolher o acessório, sempre surgem algumas dúvidas sobre os modelos, instalação, idade etc. Para auxiliá-los nesta questão, confiram algumas dicas preciosas neste post!

© Nataliya Hora | Dreamstime.com - Smiling baby in bicycle seat

© Nataliya Hora | Dreamstime.com – Smiling baby in bicycle seat

Qual a idade certa?

É preciso levar em conta a firmeza do pescoço e do tronco do bebê. Mas, pelo amor de Deus, não vai me colocar um bebê de 5 meses na cadeirinha da bicicleta rs. Na dúvida, pergunte ao pediatra se o seu bebê já está pronto para passear de bike! Aqui em casa, meu filho mais velho só foi andar pela primeira vez na cadeirinha com 11 meses. A caçula está com 1 ano, mas ainda não andou, apesar de já estar pronta! Ah, importantíssimo: deixe as mãos da criança livres. Se a criança estiver com algum objeto na mão, ela pode soltar a qualquer momento e, caso caia na roda, pode causar uma queda.

Em geral, a cadeirinha dianteira suporta até 15kg e a traseira até 25kg. Se seu filho ainda for pitico, o mais seguro é optar pela cadeirinha dianteira, pois você tem a possibilidade de monitorá-lo o tempo todo. Por outro lado, quando a criança já está no limite do peso da cadeirinha dianteira, ele estará grande o suficiente para atrapalhar os movimentos do ciclista. Neste caso, a cadeirinha traseira acaba sendo mais segura. E por falar em segurança… não se esqueça do capacete (o do condutor e da criança).

Qual modelo escolher?

Além de levar em consideração o peso e a altura da criança, saiba que o modelo da sua bike também interfere na escolha da cadeirinha. Conversei com Guga Machado, do portal colaborativo Eu Vou de Bike.com, que deu orientações importantes nesta escolha.

Todas as Mães: Qual a principal dica de segurança na hora de escolher a cadeirinha da bike?

Guga Machado: “Em primeiro lugar, mais do que a idade, o ideal é sabermos o peso e altura da criança, pois estes são critérios muito importantes na seleção da cadeirinha. A partir destes valores, selecionamos a cadeirinha adequada, que deve ter cinto de segurança e de preferência alguma certificação (INMETRO, se for nacional). Devemos também definir se a caderinha será montada na dianteira (sobre o ‘top tube’ da bike) ou na traseira (atrás do selim do condutor).”

Todas as Mães: Como o modelo da bicicleta interfere na escolha da cadeirinha?

Guga Machado: “A maioria das bicicletas disponíveis no mercado hoje ainda utilizam uma geometria do tipo ‘Mountain Bike’, que costuma ter esta parte do quadro (o top tube) curta e inclinada para frente, o que pode dificultar a instalação do equipamento na dianteira. Então, uma outra dica é levar a bike em sua loja de confiança, para que seja feito um teste antes da aquisição do equipamento. E se não conseguir instalar na dianteira, instale na traseira mesmo. Em nossa experiência, as crianças gostam muito mais de serem transportadas na dianteira. Porém, este é o modo recomendado quando o uso maior for lazer, e desde que sua bicicleta atenda as condições expostas acima. No uso mais como meio de transporte, o ideal é transportar a criança atrás, para que o manuseio da bicicleta não seja prejudicado.”

Todas as Mães: Quais as principais marcas existentes no mercado?

Guga Machado: “Marcas tem muitas, e muitas de ‘fundo de quintal’. Então a dica é procurar alguma certificação confiável (INMETRO ou outra certificação internacional) e procurar adquirir (bem como instalar, pois dependendo do modelo de cadeirinha, a instalação pode ser crucial quanto a segurança, ou a falta de) o equipamento em loja especializada, evitando os magazines. Normalmente numa boa loja especializada, já ocorre uma enorme seleção de equipamentos oferecidos. Acredito que neste momento não é hora de economizarmos, concorda? Procure também adquirir um modelo facilmente desmontável, pois quando não utilizarmos o equipamento, este pode ser retirado para facilitar nossa pedalada.”

Dicas anotadas? Então pegue a bike, os capacetes e curta um passeio bem gostoso com os filhotes! 🙂

E para ter mais informações sobre a inclusão do ciclismo nos grandes centros urbanos, visitem o site do entrevistado Guga Machado: http://www.euvoudebike.com e sua página no Facebook www.facebook.com/euvoudebike