Destinos

8 ciladas que você pode evitar nas viagens com crianças

Férias escolares chegando e muitas famílias estão se preparando para viajar com os filhos! Férias, viagens, bagunça, sair da rotina, dormir tarde… amo! Mas não podemos negar que viajar com as crianças dá um baita trabalhão e requer um certo planejamento, né?

férias com crianças

Foto: freeimages.com

Eu mesma já caí em algumas furadas e por isso fiz uma relação das ciladas mais comuns em férias com crianças. Conversei também com algumas amigas e leitoras, que me ajudaram a criar essa lista! A Marcela, por exemplo, mãe da Ana (5) e da Gabi (2), evita pegar estrada em datas muito concorridas: “Viajar com crianças em datas críticas, tipo Ano Novo, e ficar horas no congestionamento… É meu terror, confesso”.

Já para Luciana, mãe da Malu, de 2 anos, furada é sair de férias com antigos amigos que não têm filhos e que esperam ser uma viagem como nos velhos tempos: “Quando todos ainda estão tomando café da manhã, você já está pensando no almoço”, brinca sobre a mudança de horários que sofremos quando os filhos nascem.

E você já passou por alguma cilada com as crianças em viagens?

  1. Deixar para fazer a mala em cima da hora
    Não precisa fazer a mala com uma semana de antecedência, mas também deixar para arrumar tudo 1 hora antes é pedir para se estressar ou esquecer de alguma coisa. Especialmente se seu filho for bebê, quando levamos o triplo de bagagem!
  2. Viajar sem a cadeirinha no carro
    Furada, cilada, roubada! Perigosíssimo transportar crianças sem a cadeirinha do carro! Além de tudo, é lei, é obrigatório! Até, pelo menos, um ano da idade, bebê conforto; entre um e quatro anos, pode passar para a cadeirinha de segurança; entre quatro e sete anos e meio, assentos de elevação. Na dúvida entre qual modelo usar atente-se ao peso e altura da criança juntamente com as recomendações do equipamento fornecidas pelo fabricante.
  3. Viajar por muitas horas de avião com bebê no colo
    É uma decisão difícil ($$)! Se por um lado a economia de não pagar um assento para o bebê de colo faz uma bela diferença no orçamento, por outro lado ficar com um bebê no colo sentada (e imóvel para não acordar o filho) no assento do avião por várias horas seguidas é beeeeem, mas beeeem incômoda. Já fui para Miami com filho de 11 meses no colo e meu braço quase gangrenou (rs).
  4. Não levar água e lanchinho
    Criança entediada na viagem já é difícil. Criança entediada e com fome/ sede, aí é osso! Tem que fazer uma lancheirinha para levar na viagem, não tem jeito! Outra dica é levar chupetas extras! Quantas vezes no meio da estrada eu pirei porque a filha tacava a chupeta no meio do estofamento e ninguém conseguia achar!
  5. Não levar farmacinha
    Farmacinha, carteirinha do plano de saúde, telefone da pediatra e doses recomendadas… Tudo sempre à mão. Infelizmente pode aparecer uma virose, uma dor de barriga ou mesmo uma alergia a picadas. Passar por uma febre inesperada e estando fora de casa, é muita roubada não ter à mão um remédio que a criança já esteja acostumada a usar.
  6. Não saber nada sobre o destino ou o hotel
    Eu até gosto do movimento “Deixa a vida me levar”, mas com filhos pequenos tudo muda, né? Talvez a desinformação não chegue a estragar a viagem, mas pode gerar um certo desconforto. Por exemplo, vocês chegam no hotel com toda a criançada e descobrem que o lugar é considerado o “melhor resort da América do Sul para curtir a dois e passar a lua de mel”! “Você acaba se sentindo com aquela obrigação de sair falando aquela frase bem conhecida entre as mães: ‘desculpe pela bagunça, desculpe qualquer coisa’”, comentou Luciana, a mãe da Malu. Não que isso não possa acabar virando uma piada depois…
  7. Fotos, poses e vídeos
    Preocupar-se em registrar tooodos os detalhes da viagem, tirando fotos o tempo inteiro para postar no Instagram, no Facebook, fazer lives ou stories e esquecer-se de curtir o momento AO VIVO é uma das maiores ciladas de viagem!
  8. Esquecer a paciência em casa
    E caso algo não saia como o planejado (que é o que geralmente acontece mesmo hahah), não caia na cilada de perder a paciência! Faz parte também! Aproveitem!!

E você, também já passou por alguma cilada em viagem com filhos? Qual a maior furada em férias que vocês já se encontraram?

Leia também:

Black Friday viagens: os melhores pacotes que encontrei

Lista com os 10 melhores hotéis do Brasil para ir com a família

Desabafo

A difícil tarefa de arrumar a mala das crianças para viajar

Roupa de calor caso faça calor, roupa de frio caso faça frio, mantinha, travesseiro, roupa de banho, fralda, fralda para nadar, roupão, farmacinha com os remédios mais importantes, nécessaire com escova de dente, pente e até uma tesourinha de unha (nunca se poder uma oportunidade de cortar a unha rs), shampoo e sabonete infantil, meias, tênis, chinelinhos, leite em pó, mamadeira, biscoitinhos para comer no caminho, frutas (banana sempre é mais fácil), aquele brinquedo preferido do momento ou qualquer outro objeto que mantenha a criança entretida por alguns minutos e…. UFA… ACHO que a mala está pronta!

Olha, eu adoro viajar com meus filhos, mas não posso negar que dá um trabalhão arrumar a mala!  Aí sempre aparece alguém falando: “ai que exagero, é ‘só’um fim de semana”. Só que gente… arrumar uma mala de bebê/ criança para um fim de semana dá o mesmo trabalho para uma viagem de 10 dias! A única coisa que muda nesse caso é a quantidade de roupas (e o tamanho da mala), pois os itens são os mesmos citados no começo do post!

Oi, alguém disse “arrumar as malas”?

giphy (1)

Eu, pelo menos, tenho uma baita preguiça de arrumar a mala dos meus filhos, ainda que muuuuitos itens não preciso levar mais. Hoje, por exemplo, o horário de alimentação deles é mais flexível – diferente do bebê que está em fase de introdução alimentar (e aí soma-se à mala uma lancheira térmica com papinha, colherzinha, mil guardanapos, babador, paninho de boca etc). Também não preciso mais me preocupar em esterilizar mamadeiras!

Mas mesmo assim, não abro (e nunca abri) mão de um rápido fim de semana na praia com as crianças, mesmo que eu leve um dia inteiro para arrumar as malas (2 dias, caso eles me ajudem haha) e 1 semana para desarrumar (rs).

E sim, sempre haverá um item que você esquecerá em casa, é fato! Ou então você vai ter colocado muita roupa de calor ou muita roupa de frio… sempre o contrário da temperatura que está fazendo.

Mas vale à pena? Siiiimmmm, vale muito!! Então bora arrumar essa mala e pé na estrada!

giphy (2)

Planejar a viagem

Descubra quais são os 10 melhores parques de diversões e aquáticos do Brasil

O TripAdvisor, site de planejamento e reservas de viagens, publicou a lista dos 10 melhores parques de diversões e aquáticos do Brasil pelo prêmio Travellers Choice 2016. Pelo terceiro ano consecutivo, o Beto Carrero World foi eleito por viajantes do mundo inteiro o parque número 1 do país, além de ter conquistado a primeira colocação entre os 25 melhores parques da América do Sul.

A seleção é determinada por meio de um algoritmo que leva em conta a quantidade e a qualidade das avaliações de viajantes no TripAdvisor ao longo do período de 12 meses.

Claudia Martinelli, porta-voz do TripAdvisor no Brasil, ainda dá uma dica boa: “Segundo dados do TripAdvisor, os meses de agosto e setembro são os mais econômicos para os turistas ficarem hospedados nas regiões dos parques vencedores.”

Entre os 25 melhores parques do mundo, os três primeiros colocados estão localizados em Orlando, na Flórida. São eles: (1) Universal’s Islands of Adventure; (2) Discovery Code e (3) Magic Kingdom. A lista completa dos 25 melhores parques do mundo está no site do prêmio Travellers Choice.

Já no Brasil, o ranking ficou assim:

  1. Beto Carrero World (parque de diversões) – SC

Beto Carrero World

2. Beach Park (parque aquático) – CE

Beach Park

3. Hot Park (parque aquático) – GO

Hot Park

4. Eco Parque Arraial d’Ajuda (parque aquático) – BA

ecoparquearraial

5. Parque Terra Mágica Florybal (parque de diversões) – RS

florybal_homens de pedra

6. diRoma Acqua Park (parque aquático) – GO

di roma acqua park

7. Alpen Park (parque de diversões) – RS

Alpen Park

8. Acqua Lokos (parque aquático) – RS

Acqua Lokos

9. Aldeia do Papai Noel (parque de diversões) – RS

Aldeia do Papai Noel

10. Parque Aquático Cascanéia (parque aquático) – SC

parque aquatico cascaneia

Dos 10 melhores parques do Brasil, conheci o Parque Terra Mágica Florybal e a Aldeia do Papai Noel quando fui para Gramado. Amei os dois! Você pode ler o meu relato de viagem no post que escrevi clicando aqui.

E você, conhece algum desses parques? Qual gostaria de conhecer? Sentiu falta de algum parque que não está na lista?