Comportamento

Lei torna obrigatório o ensino de artes visuais, dança, música e teatro na educação básica

Photo credit: asleeponasunbeam via Visualhunt / CC BY-NC-ND

No último mês tivemos uma grande novidade no que diz respeito à educação e à cultura: em 23 de fevereiro foi aprovado pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte a proposta que torna obrigatório o ensino de artes visuais, dança, música e teatro na educação básica.

Pela legislação atual, apenas a música é conteúdo obrigatório. As escolas deverão implantar as mudanças no prazo de cinco anos.

Para comentar a nova lei, chamei a educadora musical Andréia Lima, professora de artes para bebês e crianças e idealizadora do projeto “Musiqueira – produção cultural para bebês e crianças“:

andreia lima_musiqueira

“A arte faz parte do ser humano e inserir as quatros modalidades (música, dança, artes visuais e teatro) na educação básica é uma grande conquista para os educadores especialistas, para a criança que através das artes descobrem o mundo e sua história, e para os pais que podem acompanhar o desenvolvimento dos seus filhos de uma forma divertida. Quem nunca cantou, dançou com seu bebê e interpretou uma história ou foi inspiração para um desenho? As quatro artes são para apreciação, produção e reflexão. O educador especialista tem papel fundamental para fazer valer a lei. Não é simplesmente fazer arte, mas conhecer a origem, saber o porquê da sua importância. As artes precisam ter seu próprio espaço na escola sem restrições. É diversão sim, mas acima de tudo é cultura”.

E você, o que achou?

* Andreia Lima é educadora musical, professora de artes para bebês e crianças e idealizadora do projeto “Musiqueira – produção cultural para bebês e crianças”. Realiza oficinas musicais para bebês, crianças e educadores da primeira infância. Contato: https://www.facebook.com/musiqueiraartes e http://musiqueiraartes.com.br

>> Confira a entrevista com a educadora musical Andréia Lima sobre os benefícios da musicalização infantil. Clique aqui para ler.

Desabafo

O que você faria se tivesse mais tempo para você?

Acho que falta de tempo é uma condição unânime entre as mães, não é? Estava pensando nas coisas que gostaria de fazer se tivesse mais tempo …

Não estou falando de pendências, essas que todas nós acumulamos no dia a dia e que já têm seu lugar garantido na listinha de “to do”. E nem é uma lamentação ou um post “mimimi”.

Estou falando de coisas bacanas que gostaríamos de realizar, caso tivéssemos tempo sobrando (o que não é o meu caso e nem o seu, porque nunca vi mãe com tempo sobrando!)

Faça a sua lista! Vai que escrevendo a gente não dá mais força para elas acontecerem? Aí vai a minha:

Photo via Visualhunt

Photo via Visualhunt

– Aprender tricô (e fazer uma almofada para a minha sala)

– Voltar a fazer natação

– Aprender esgrima (sempre, sempre quis!)

– Dormir mais (quem não??)

– Ler um livro (nem me lembro o último que li)

– Conseguir terminar de ler os diversos e-books que já baixei

– Sabe aquela opção “Salvar link” do Facebook, quando achamos um post interessante, mas deixamos para ler depois? Então…

– Terminar os cursos on-line que já me inscrevi e participar de outros que me interesso

– Me dedicar mais na cozinha e arriscar novos pratos

– Montar os álbuns de fotografia dos aniversários e viagens

E você, o que faria se tivesse mais tempo para si?

Casa & Decoração

Paralela Gift: em busca de inspirações lúdicas

Estive presente na 29ª edição da Paralela Gift, em São Paulo, no Instituto Tomie Ohtake. A feira, voltada para lojistas e profissionais, tem como objetivo apresentar os principais lançamentos dos segmentos de design, moda e arte do país.

29 paralela gift

Fui na Paralela atrás de tendências de decoração e design com uma pegada mais lúdica e infantil. E encontrei! Conheci artistas e artesãos com trabalhos incríveis que vocês verão a seguir! Cliquem nas fotos para abrir a imagem.

Clique e continue lendo!