Cinema e TV

Tim Burton será o diretor de live-action de Dumbo, da Disney

Disney sendo Disney mais uma vez! A versão live-action (quando o filme combina atores reais com elementos de animação) do filme Dumbo, com estreia prevista para março de 2019, tem à frente o diretor Tim Burton. No elenco, nomes como Colin Farrell, Nico Parker, Finley Hobbins, Danny De Vito, Michael Keaton e Eva Green (que trabalhou com o diretor em “O Lar das Crianças Peculiares”).

A produção já está em andamento e as filmagens serão feitas na Inglaterra.

Sendo uma direção de Tim Burton, com sucessos na carreira como Alice no País das Maravilhas, A Fantástica Fábrica de Chocolates, Planeta dos Macacos e o maravilhoso Edward Mãos de Tesoura, misturado com um live-action de um clássico da Disney (mais antigo do que eu pensava, de 1941), não existe a menor possibilidade de não ficar ansiosa com a chegada desse filme!

As informações foram confirmadas neste mês durante a D23 Expo 2017, em Anaheim, California.

tim  burton dumbo

Decoração & Festas

Festa em casa: tema dinossauros

Faz tempo que eu estava para mostrar as fotos da festa de 5 anos que fizemos para o meu filho em casa. O tema que ele escolheu foi Dinossauros. Foi uma festinha pequena, para poucos amigos e familiares. O Teodoro participou de praticamente todas as etapas de preparação da festa.

festa dino

Teodoro poucas horas antes ajudando nos preparativos do seu aniversário

Como tinham poucas crianças, não foi necessário contratar uma equipe de recreação – até porque não tínhamos espaço para isso. Então, para dar uma animada na turminha, coloquei uma pinhata em formato de dinossauro que comprei da Rica Festa. Enchi a pinhata de balas, bombons e pequenos dinossauros de plástico que comprei em lojinha de R$ 1,99.

festa Dino

Para quebrar a pinhata, nada melhor que a espada dp Star Wars rs

Para a decoração da mesa (que também era pequena), usei como base as cores verde e laranja. A toalha da mesa foi simples: um pedaço de juta deu aquele ar bem rústico e, por cima, usei um tecido de dinossauros que eu já tinha.

Mesmo sendo uma festinha simples, gosto de desenhar como será a mesa, o que vou usar etc. Mas de última hora sempre surgem algumas ideias! Uma delas foram as plantinhas artificiais que eu tinha em casa e pendurei na juta para dar um verdinho a mais rs. De última hora eu também quis pendurar no teto uma linha com bexigas verdes para fazer o papel de plantas da selva.

As bexigas penduradas fizeram o papel de plantas da selva

As bexigas penduradas fizeram o papel de plantas da selva

Para os docinhos, usei duas placas que imitam grama. Para decorar, usei todos os dinossauros que meu filho brinca! E é isso que eu acho o mais legal de fazer festa em casa… Usar tudo o que já faz parte do nosso dia a dia. Os únicos itens que comprei aqui foram as forminhas verdes e as folhagens de papelão, que são da Cromus, que usei na parede e na toalha de juta.

festa dino

O dono da festa que definiu a posição dos dinos na mesa, não tive participação nenhuma (rs).

A festa era de dinossauros, mas o jacaré também apareceu por lá...

A festa era de dinossauros, mas o jacaré também apareceu por lá…

Como falei lá em cima, o Teodoro participou de todos os preparativos da sua festinha e uma de suas produções que eu achei mais legal foi a bandeirola com o seu nome. Cortei o formato das bandeiras em uma caixa de papelão, fiz os furinhos e liguei com um barbante. E como ele estava na fase de descobrir as letras, já escrevendo o próprio nome, quem escreveu “Teodoro” foi o próprio, usando pincel e guache. Papelaria mais personalizada do que isso, impossível!! <3

A parte que mais gostei da decoração: bandeirola totalmente artesanal e personalizada!

A parte que mais gostei da decoração: bandeirola totalmente artesanal e personalizada!

O bolo, mais uma vez, foi da Confeitaria da Luana, que mandou muito bem no sabor e na apresentação. Já tinha feito com a Luana o bolo do George Pig, na festa da Peppa que fiz para a minha filha. Veja neste outro post. 

Festa Dinossauro

Bolo da Confeitaria da Luana. A grama não é pasta americana, é chocolate mesmo!

É legal fazer uma big festa, em um espaço bacana e conseguir chamar todos os amigos para compartilhar esse momento especial? É, muito!! Mas nem sempre a gente tem condições! Às vezes ficamos chateadas por não poder proporcionar uma festa mais elaborada para os nossos filhos, não é mesmo? Mas uma festinha simples em casa, com o material que você tiver, também tem sabor especial e tem a mesma importância para as crianças!

Meu filho ficou extremamente feliz com o resultado e eu também!!

Festa pequena, sem espaço, sem muitos recursos, mas com muito amor!

Festa pequena, sem espaço, sem muitos recursos, mas com muito amor!

 

 

 

Viagens

Viagem para a Disney: qual a idade ideal para levar os filhos?

Disney com crianças

Todo mundo que vai ou pretende ir para a Disney com os filhos fica se perguntando: mas será que já é a hora? Será que não é muito cedo? Será que ele(a) vai se lembrar de tudo?

Afinal, quando é a hora certa de levar os filhos para conhecer a Disney??

Vou contar a minha experiência! Fui em abril para Orlando com marido e filhos: Teodoro, com 5 anos e Alice, com 3 anos. Fomos acompanhados por mais dois casais com filhos de idades bem próximas aos meus, o que tornou a viagem bastante animada!

Conhecemos todos os parques do Complexo Disney (Magic Kingdom, Hollywood Studios, Epcot e Animal Kingdom), além da Universal Studios e do Legoland.

Apesar das idades serem muito próximas (5 e 3), ainda assim há uma certa diferença quando o assunto são atrações. O Teodoro, com 1,08 m já podia entrar em muitos dos brinquedos e simuladores mais concorridos, como a Seven Dwarfs Mine Train (a montanha russa dos 7 anões) no Magic Kingdom e o Harry Potter and the Escape from Gringotts na Universal (apesar de ainda ficar de fora dos brinquedos muito radicais).

Já o acesso para a Alice era mais restrito por causa dos seus 95 cm de altura. Para evitar a frustração de não poder entrar em um determinado brinquedo, fiz todo o roteiro de atrações antes de viajar, consultando no site da Disney a altura permitida. Assim, pelo menos na grande maioria dos brinquedos que a levamos, não havia a expectativa de passar ou não pelo limite de altura. Algumas vezes nos separamos em duplas – pai e filho/ mãe e filha para conseguirmos lidar com essas diferenças de atrações. Mas a maior parte do tempo passamos juntos e curtindo muito!

Existem muuuitos brinquedos que não tinham limite de altura e que a Alice e o Teodoro amaram ir juntos. Além dos brinquedos, as crianças (e os pais também hihi) se encantaram com os personagens – seja nas filas para tirar fotos, nos shows ou nas refeições com personagens.

Se eles vão se lembrar da viagem pra Disney quando forem maiores? Sinceramente, eu não sei… talvez não se lembrem, talvez tenham vagas lembranças. Mas sei que os encontros da Alice com a Bela, a Branca de Neve, a Jasmine, a Elsa e a Ana, a Cinderela e a Aurora foram muito reais naquele momento. A Alice as abraçava com tanto amor, tanta verdade no coração, que parecia que se conheciam há muito tempo. Foi emocionante!

A total entrega da Alice ao abraçar a Jasmine! Muito amor!

A total entrega da Alice ao abraçar a Jasmine! Muito amor!

O Teodoro, com aquela agitação peculiar de uma criança de 5 anos, quase pulou no colo dos Stormtroopers que passaram por nós no Hollywood Studios. Até levou uma “bronca” do soldado, que falou para ele se acalmar (no tom de brincadeira, claro) hahaha

Os Stormtroopers dando uma bronca de brincadeirinha no meu filho: "Se acalme, garoto!"

Os Stormtroopers dando uma bronca de brincadeirinha no meu filho: “Se acalme, garoto!”

Observar os olhinhos dos meus filhos brilhando e o sorriso no rosto a cada nova aventura, a cada abraço na princesa ou no Mickey, a cada nova descoberta fez tudo valer à pena! Também teve choro, teve birra e teve mau humor. Mas isso nem de longe conta.

Na Disney você vê pessoas de todas as idades, todas mesmo: de bebezinhos a velhinhos. E todos aproveitando do seu jeito! Não acredito muito em idade ideal para aproveitar a Disney, porque todos conseguem se divertir!

A idade ideal é a que você consegue ir!!

Mais algumas dicas que posso dar da Disney:

Disney com crianças

– Para o planejamento de todo o roteiro, consultei muito o site Vai Pra Disney e o grupo do Facebook Coisas de Orlando;

– Reservei o primeiro dia de viagem para compras de 1ª necessidade no WalMart: água, petiscos, protetor solar e outros produtos para levarmos para os parques, além de itens pessoais. Também compramos um carrinho estilo guarda-chuva para o Teodoro no WalMart por U$ 26! O carrinho da Alice nós levamos do Brasil mesmo (que também era guarda-chuva).

– Não vá sem seguro viagem. No final da viagem, já em Miami, o Teodoro caiu do parquinho, trincou o pulso e teve que engessar o braço.

– Usei o chip da http://www.easysim4u.com. Comprei ainda no Brasil e recebi em casa. Assim que o avião chegou em Orlando, já liguei o celular com o chip funcionando! Como nos dividíamos para levar as crianças em atrações diferentes algumas vezes, compramos 2 chips para estarmos sempre comunicáveis. Mas os parques contam com Wi-Fi, então dá para se virar bem sem um chip. Foi mais indispensável para dirigir, já que usávamos o Waze.

– Nos parques da Disney (Magic Kingdom, Hollywood Studios, Epcot e Animal Kingdom), não deixe de marcar o Fast-Pass, que é tipo o “fura-fila” dos brinquedos. Por exemplo, enquanto um brinquedo super concorrido estava com 1h30 de fila, com o fast pass marcado ficamos apenas 20 minutos e às vezes até menos.

– Baixe o aplicativo My Disney Experience no seu celular. Você visualiza o mapa do parque, marca e desmarca os fast-pass, consegue ver o tempo de espera de cada brinquedo e muito mais!

– As refeições com os personagens são bastante concorridas. Então marque com muita antecedência! O jantar no Castelo da Cinderela, por exemplo, marquei 6 meses antes (a Disney permite fazer reservas em 180 dias antes do dia pretendido).

Golpe de sorte: no jantar no Cinderella’s Royal Table pegamos uma mesa bem na janela e vimos o show de fogos!

Golpe de sorte: no jantar no Cinderella’s Royal Table pegamos uma mesa bem na janela e vimos o show de fogos!

– Não é exatamente uma dica, e sim um estalo que me deu lá na Disney. Estávamos na fila para tirar foto com o Mickey no Magic Kingdom. Falei para a minha filha dar um beijinho no nariz do Mickey na hora de tirar a foto. E ela fez. Só que depois me dei conta que praticamente TODO MUNDO beija o nariz do Mickey. Não é nem questão de nojinho não, é questão de saúde, vírus e bactérias (ok ok, sou um pouco neurótica).

MK_TSTHEATERCCHAR_20170425_8018142186

– Por falar em fotos, comprei o Memory Maker, que é o pacote de fotos profissionais dentro dos parques da Disney. É um valor bem salgadinho, mas achei que valeu muito a pena!

– Compras: além de fazer todo o roteiro dos parques, também fiz o roteiro de compras. Já saí do Brasil com uma tabela de numeração de calçados de cada um, calça, camisa etc. Claro, é sempre bom provar, mas já ter à mão o número ajuda bastante! Para economizar tempo também fiz algumas compras pela internet (Carter’s, GAP e Amazon) e mandei entregar no hotel.

– Fiquei no All Star Music Resort, dentro do complexo Disney. É um pouco mais caro que os hotéis fora da Disney, mas ele oferece algumas vantagens também, como o ônibus gratuito para os parques. Usamos o carro apenas 1 dia para ir para o Magic Kingdom. Nos outros dias, incluindo o Magic Kingdom novamente, fomos com o ônibus da Disney. Era muuuito mais prático!

All Star Music resort

Minha nossa, são tantas dicas que não consigo parar de escrever hehehe. Espero que tenham gostado do meu relato! Se quiserem saber mais, podem perguntar à vontade, ficarei super feliz em ajudar!