Recomendo

Choco Krispis de volta ao Brasil

Vocês se lembram do Choco Krispis, da Kellogg’s? Ele deixou de ser fabricado no Brasil em 2012, mas atendendo a pedidos, a empresa anunciou a volta do produto ao mercado.

choco krispis kellogs

Kellogg´s anuncia volta do Choco Krispis

Mas ele não será mais fabricado aqui. A Kellogg’s decidiu trazer ao Brasil um volume exclusivo do produto, importado do México. Por isso a venda do produto será por tempo limitado, até o fim dos estoques.

O Choco Krispis poderá ser encontrado em toda a rede Walmart e Sam’s Club, disponível em embalagens de 350 e 730 gramas.

Aqui em casa as crianças ainda não conhecem o Choco Krispis, mas sempre coloco na lancheira da escola outros cereais, como o Sucrilhos e o Froot Loops. Fazem o maior sucesso, mesmo sem leite.

Comportamento

TV Rá Tim Bum lança programa telejornalístico para crianças

Criança gosta de desenho? Gosta! Gosta de filme de ficção? Gosta! Gosta de séries? Gosta! Mas criança também gosta de informação – e isso, nós, mães, sabemos bem! Por isso fiquei encantada quando descobri que neste próximo sábado estreia na TV Rá Tim Bum o primeiro programa jornalístico brasileiro para as crianças: o Repórter Rá Teen Bum, voltado para o público dos seis aos dez anos.

O programa Rá Teen Bum é fruto de uma parceria entre a TV Rá Tim Bum!, a ONG holandesa Free Press Unlimited e a TV Cultura, e integra a franquia WaDaDa – Kids For News, rede de notícias para crianças, presente em 16 países.

Os parceiros do projeto – Marcos Mendonça, presidente da Fundação Padre Anchieta; Ruth Kronenburg, presidente da ONG Free Press Unlimited; e Jan-Willem Bult, diretor geral da rede WaDaDa – e a apresentadora do Repórter Rá Teen Bum, Nathália Falcão, no lançamento do programa.

Os parceiros do projeto – Marcos Mendonça, presidente da Fundação Padre Anchieta; Ruth Kronenburg, presidente da ONG Free Press Unlimited; e Jan-Willem Bult, diretor geral da rede WaDaDa – e a apresentadora do Repórter Rá Teen Bum, Nathália Falcão, no lançamento do programa.

Na pauta, notícias e análises de temas atuais, como a adaptação dos refugiados sírios, falta d’água e vida política, sempre explicada através do olhar infantil. Para aproximar os acontecimentos de seus telespectadores, ao invés de especialistas e fontes oficiais, o que se vê na tela são crianças e adolescentes contando suas experiências, algo que facilita o entendimento e garante a identificação.

Curiosidades e novidades do universo infantil também fazem parte do programa, que será apresentado pela âncora teen Nathália Falcão. A previsão é de que a produção também integre a grade da TV Cultura a partir de julho.

Gente, eu amei essa novidade! Aqui em casa os meus ainda estão fora do perfil de público do programa, mas o mais velho, com 4 anos, já se interessa bastante por notícias atuais. Faço questão de prestigiar a estreia!

Repórter Rá Teen Bum
Estreia sábado (16/4), às 20h30, na TV Rá Tim Bum! (canal 109 na Net)
Sábados, às 20h30, reprises aos domingos, às 20h30 e quintas-feiras, às 19h45

Saúde & Alimentação

Entrevista: fono explica os prejuízos causados pela mamadeira e pela chupeta após os 2 anos de idade

Há alguns meses fiz um teste com a minha caçula de 2 anos e 2 meses, que tomava leite na mamadeira: troquei a mamadeira da manhã por um copo com bico de silicone. Normal, ela não estranhou. Passados dois dias, fiz o mesmo com a mamadeira da noite. Normal.

Então, depois disso, só me restava abrir a lata de lixo e:

mamadeiras no lixo

Mamadeiras e bicos no lixo!

Próximo passo, e, pra mim, o mais difícil: fazer largar a chupeta! Contei sobre a experiência que tive com o meu filho mais velho neste outro post. Ele jogou fora a chupeta quando estava com 3 anos e 9 meses. Mas vocês sabem, né, cada criança tem seu tempo, então não sei como nem quando será essa retirada da chupeta da mais nova. Mas tem que ser logo, pois minha filha já passou da hora de largar a chupeta.

Você sabia que a idade ideal de largar a mamadeira e a chupeta é de 2 anos?

A fonoaudióloga Arianne de Souza Donke explica que após essa idade, a musculatura intra oral não passa a ser estimulada corretamente e isso pode atrapalhar o desenvolvimento da fala. Mesmo nos casos em que a criança usa a chupeta só para dormir é prejudicial, como explica a fono: “Por isso muitas vezes a criança durante o dia fica de boca aberta ou passa a falar usando o dorso da língua (meio) ou até mesmo o que chamamos de fala TATIBITATE, porque ela passa a produzir somente os sons onde o ponto articulatório é ponta de língua e papila”.

Bem, aqui somos prova que a chupeta e mamadeira atrapalham mesmo. O meu filho de 4 anos faz sessões de fono desde o ano passado, pois os bicos causaram alteração nos fonemas /s / e / z /, onde a postura de língua causa um som distorcido. Quando piticos, a gente nem repara nessas alterações, mas conforme eles vão crescendo, esses sons errados acabam ficando bem evidentes, causando até constrangimento nas crianças em relação aos amiguinhos. Por isso, é bom ficar atento. No nosso caso, quem nos alertou a procurar um especialista para o meu filho foi a escola, que conta com um acompanhamento de uma equipe de fonoaudiólogos.

Largar a chupeta / mamadeira não é fácil. Nunca vou me esquecer da primeira consulta, quando a fono me disse: Você tem que tirar a chupeta e a mamadeira dele. Fato. Acho que mexe um pouco com a gente também, porque de certo modo é dar um tchau para o bebê e encarar que seu filho está crescendo, virando criança, criança grande. Senti muito isso quando joguei as mamadeiras da Alice fora. “Primeiramente os pais precisam estar conscientes e preparados para aceitarem que seu filho(a) está crescendo e que essa é mais uma etapa do desenvolvimento deles. Os pais estando conscientes disso tornam as coisas mais fáceis, pois a angústia dessa perda é passada para a criança e, no primeiro resmungo que a criança der, os pais voltam a oferecer tanto a chupeta quanto a mamadeira”, argumenta a fono Arianne de Souza.

Agora, o modo de retirar a mamadeira e a chupeta é uma questão bem delicada. Não se tira tudo de uma vez… é uma retirada gradativa. Primeiro o mais fácil (no nosso caso a mamadeira) e depois o mais difícil – a chupeta. E sempre, sempre, com muita conversa e esclarecimento. Eu, particularmente, sou contra simplesmente avisar a criança que a partir daquele dia não se usa mais chupeta. A chupeta é um objeto de apego, de transição. Os pais geralmente apresentam a chupeta para os bebês se acalmarem (normal, né, os primeiros meses são bem difíceis)… Aí ok, eles se acostumam a se acalmarem com a chupeta. Bate o soninho, chupeta. Ficam irritadinhos, chupeta. Caem e se machucam, chupeta. E aí, um belo dia, os pais decidem que eles não precisam mais da chupeta.

As crianças precisam de um preparo para esse momento tão marcante. Só que cabe a nós não estender tanto esse preparo!

mamadeira_criança

Photo credit: cavale via Visualhunt.com / CC BY-NC-ND

Outra dica: respeite as fases da criança e não junte essas fases significativas, como retirada de mamadeiras e chupetas com desfralde, adaptação escolar, chegada da(o) irmã(o)… Tudo tem o seu tempo!

Fiz uma entrevista com a fonoaudióloga Arianne de Souza Donke sobre os prejuízos da mamadeira e da chupeta após os 2 anos de idade. A especialista ainda dá dicas para tirar os bicos das crianças. Depois me conte como foi na sua casa!

Qual a idade ideal para largar a chupeta? E a mamadeira? E por que essa idade?
Chupeta e mamadeira são aceitáveis até os 2 anos de idade, pois até então trazem benefícios para a musculatura intra e extra oral da criança. A partir dos 2 anos de idade, com o crescimento da criança tanto o bico da chupeta como o da mamadeira começam a trazer malefícios porque a musculatura intra oral principalmente não passa ser estimulada corretamente. O que ocorre muito é que a mãe aumenta o furo do bico da mamadeira para “facilitar” para a criança tomar seu leite. Isso é uma falha muito grande, pois além da musculatura estar sendo trabalhada de forma errada, a criança não precisa fazer qualquer esforço para tomar seu leite.

Quais os malefícios causados pelo uso da chupeta e mamadeira após essa “idade limite”? Pode atrapalhar o desenvolvimento da fala?
Sim, após os dois anos um dos malefícios causados pelo uso de chupeta e mamadeira é justamente a fala. Com o crescimento da criança a musculatura não passa a ser estimulada corretamente e automaticamente a criança passa a ter uma postura de lábios e língua errada e a fala se torna prejudicada, pois os pontos estimulados são os que passam a ser mais “utilizados”.Além da fala, podemos dizer que o uso indevido de chupeta e mamadeira, causa hipotonia da musculatura facial, pois a criança não passa a fazer força para “chupar” a chupeta e sim o prazer dela se limita ao simples fato de ter “algo” na boca.

E se a criança só usa a chupeta para dormir? Causa o mesmo mal?
Mais uma vez, até os 2 anos, malefício algum…. A partir daí, SIM! E o porquê é simples: a criança chupa a chupeta para dormir estimulando a musculatura intra oral. Como ela cresceu e a chupeta não se adapta mais ao tamanho da boca, a musculatura passa a noite toda sendo estimulada e o cérebro entende que esse é o correto. Por isso muitas vezes a criança durante o dia fica de boca aberta ou passa a falar usando o dorso da língua (meio) ou até mesmo o que chamamos de fala TATIBITATE, porque a criança passa a produzir somente os sons onde o ponto articulatório é ponta de língua e papila.

Dicas para tirar os bicos: tiramos chupeta e mamadeira de uma só vez ou aos poucos?
Primeiramente os pais precisam estar conscientes e preparados para aceitarem que seu filho(a) está crescendo e que essa é mais uma etapa do desenvolvimento deles. Os pais estando conscientes disso tornam as coisas mais fáceis, pois a angústia dessa “perda” é passada para a criança e no primeiro resmungo que a criança der os pais voltam a oferecer tanto a chupeta quanto a mamadeira. Estando cientes vão ter mais paciência para fazer a criança entender que é possível sim dormir sem precisar da chupeta ou da mamadeira.

Com as mães que me procuram, costumo orientar a tirarem primeiro a mamadeira, trocando por um copo. É muito importante explicar para a criança que ela está crescendo, que não tem mais necessidade de usar a mamadeira, sair para comprar um copo que ela escolher de personagem, colorido e etc para ser mais um estímulo para criança, ou até mesmo doar a mamadeira para uma criança carente.

Uma vez tirado a mamadeira, algumas semanas depois tira-se a chupeta. A chupeta é um hábito oral mais trabalhoso de se tirar, pois a criança vê a chupeta como algo que faz parte dela, por isso o desapego se torna mais difícil. Oriento os pais a conversarem muito com a criança para que ela vá se “conformando” com essa perda.

Quando a criança pegar no sono sempre tirar a chupeta da boca dela e nunca oferecer a chupeta para dormir, somente se ela pedir e se pedir fazer combinados, do tipo somente enquanto eu leio uma história ou enquanto eu leio a história não tem chupeta, só te dou quando você for fechar o olho para dormir. Em muitos casos a criança acaba adormecendo antes mesmo da historia acabar e dia após dia a criança passa a não sentir mais necessidade daquele utensílio.

E para substituir a mamadeira pelo copo, existe algum modelo ideal?
O ideal é tirar o bico da mamadeira. O modelo do copo fica a critério dos pais e da criança. Hoje no mercado existem vários modelos com canudo ou sem, copo de transição, copo antivazamento que tem o bico virado pra cima e até mesmo o copo comum; o importante é tirar o bico da mamadeira seja ele qual for (ortodôntico, bolinha, reto).

Fonoaudióloga Arianne de Souza Donke

Tel.(11) 3814-4315

Leia também:

A vida depois de largar a chupeta (não está fácil)