América do Norte

Disney: 10 dicas para comprar as passagens e marcar a sua viagem

Então tá, a família decidiu realizar o sonho e embarcar para a Disney! Ebaaaa! Mas e agora, por onde começar?

passagensdisney

Primeiramente, o básico: passaporte e vistos para os EUA!

Em seguida vem o planejamento da viagem: roteiro, passagens, hospedagens e tickets! Para saber a melhor época para viajar para a Disney descobri um site ótimo chamado Undercover Tourist, que vende ingressos para todos os parques de Orlando e ainda mostra o “Crowd Calendar”, um calendário que aponta os melhores e piores dias de visitação dos parques. Neste calendário estão relacionadas algumas datas que interferem na lotação dos parques, como feriados, eventos internos e temporadas de férias. O calendário é bem intuitivo e dá para entender mesmo não sendo fluente em inglês.

parques disney

Depois de definir a data da viagem, vem a etapa: a compra das passagens! Para encontrar passagens aéreas promocionais para Disney, confiram algumas curiosidades que eu achei bem interessantes! Por exemplo, você sabia que voos que saem na quarta ou quinta-feira podem ser mais baratos? Isso pode fazer toda a diferença no seu planejamento! Confiram todas as dicas:

wing-plane-flying-airplane-sky-airplanes-clouds

1 – Comprar com antecedência não é sinônimo de passagens aéreas baratas. Você pode perder promoções que aparecerão em datas próximas da sua viagem;

2 – O período de baixa temporada são nos meses de abril, maio, setembro e outubro. Se possível, aproveite esse período;

3 – As passagens aéreas promocionais do período de baixa temporada costumam aparecer com 30 a 60 dias de antecedência;

4 – O período de alta temporada são nos meses de dezembro, janeiro, junho e julho;

5 – As passagens aéreas mais baratas do período de alta temporada costumam aparecer com 60 a 120 dias de antecedência;

6 – As redes sociais das principais companhias aéreas costumam oferecer descontos e promoções durante o ano, já que Orlando é um dos principais destinos turísticos. Fique de olho! Não perca também as promoções e pacotes com passagem aérea e hospedagem já inclusas… sai bem mais barato do que comprar tudo separado. O Hotel Urbano, agência de viagens da qual o blog Todas as Mães é uma afiliada, sempre tem pacotes imperdíveis para a Disney.

7 – Quanto menor for o tempo de viagem, maior é o preço da passagem. Escolher vôos com conexões pode lhe dar uma economia boa. Claro que com crianças, o ideal é fazer vôo direto por ser menos cansativo, mas avalie as possibilidades. O que eu já fiz: ida com conexões e volta, quando estamos já bem cansados, com vôo direto.

8 – Experimente voos que saem na quarta ou quinta-feira. Evite os finais de semana, que costumam ser mais caros;

9 – Utilize pontos ou milhas do seu cartão de crédito ou companhia aérea;

10 – Os voos para Miami costumam ser mais baratos do que para Orlando. Analise se vale a pena viajar para Miami e de lá dirigir até a Disney. A maioria das pessoas faz isso, aproveitando para passar uns dias nas duas cidades.

Na hora de planejar, não se esqueça de conferir as ofertas para a Disney pelo Hotel Urbano, que é parceiro do blog e oferece pacotes com descontos exclusivos! Leia também todos os posts sobre viagem para a Disney que já escrevi aqui!

Leia também:

Pacotes de viagem para a Disney

Black Friday: realize o sonho de viajar para a Disney pela metade do preço

Dicas de como montar o roteiro de viagem e parques para a Disney

Viagem para a Disney: qual a idade ideal para levar os filhos?

Encontrando o Mickey Mouse na Disney

Restaurantes em Orlando e Miami para conhecer (e comer!)

Itens de farmácia que valem a pena comprar nos EUA para crianças

 

 

 

 

Desabafo

Eu volteeeeiii: relato de uma mãe que sobreviveu às férias escolares

Seja bem-vindo, agosto!

Seja bem-vindo, agosto! Não temos meias limpas, comemos macarrão e ovo por 30 dias e ainda tem massinha grudada no chão da sala! Mas tá tudo bem por aqui, gente! / Photo via VisualHunt

Deu para reparar que estive um pouco distante do blog nos últimos dias, né? Além das férias escolares, que me deixaram beeeeem ocupada no mês de julho, passei por um susto de saúde (que agora posso dizer foi só um susto mesmo, ufa) que me atrasou um pouco na rotina do Todas as Mães. Inclusive o meu susto de saúde foi tema de post (clique aqui para ler) e será tema de uma continuação, pois MERECE uma continuação, affff!

Além disso, na véspera da volta às aulas, no último domingo de julho, o que acontece? Filha doentinha com tosse e febre! Pelamordi, ninguém merece! Resultado: nada de volta às aulas! Passamos o dia 1o de agosto no hospital fazendo exames :/// Diagnóstico: broncoespasmo, com atestado de repouso domiciliar de 3 dias. Bom, sem contar que esses zilhões de remédios e xaropes têm deixado a menina ligada nos 220 V. Então soninho aqui só depois das 22h e olhe lá. Tá-pu-xa-do-viu? (E como toda mãe que usa Nosefrida nos filhos – aquele aspirador nasal que você puxa com o seu próprio ar, como se fosse um canudo – eu também fiquei resfriada :/)

E eu na correria porque fiquei sem diarista durante todo esse mês de férias. Aí escolhia: ou saía/ brincava com as crianças ou cuidava da casa. Escolhi a opção número 1 e agora não temos meias limpas, comemos macarrão e ovo por 30 dias e ainda tem massinha grudada no chão da sala! Mas tá tudo bem por aqui, viu, não precisa se preocupar, não!

Eu, nas férias de julho!

Eu, nas férias de julho! Olhando na foto, até que tava uma baguncinha organizada!

E outra novidade é que dentro de alguns dias farei a minha primeira viagem sem os filhos. Aliás, pela primeira vez, em quase cinco anos de maternidade, passarei a noite fora. Tô nervosa, tô tensa, tô elaborando uma lista de 50 (mil) cuidados e recomendações, que vão desde os macetes com o chuveiro elétrico da nossa casa, passando pela temperatura que o filho gosta de (aceita) tomar o leite, até a caixinha com a seleção de remédios que pode ser utilizada *mediante consulta materna, com todas as indicações!

Óbvio que essas minhas “mini-férias sem os filhos” serão relatadas aqui, aguardem!

Ufa, julho não foi fácil, não! E que seja bem-vindo agosto, mês do bom gosto! Porque tudo vai melhorar… já está melhorando!! Um ótimo mês para você também, porque a gente merece!

Desabafo

A difícil tarefa de arrumar a mala das crianças para viajar

Roupa de calor caso faça calor, roupa de frio caso faça frio, mantinha, travesseiro, roupa de banho, fralda, fralda para nadar, roupão, farmacinha com os remédios mais importantes, nécessaire com escova de dente, pente e até uma tesourinha de unha (nunca se poder uma oportunidade de cortar a unha rs), shampoo e sabonete infantil, meias, tênis, chinelinhos, leite em pó, mamadeira, biscoitinhos para comer no caminho, frutas (banana sempre é mais fácil), aquele brinquedo preferido do momento ou qualquer outro objeto que mantenha a criança entretida por alguns minutos e…. UFA… ACHO que a mala está pronta!

Olha, eu adoro viajar com meus filhos, mas não posso negar que dá um trabalhão arrumar a mala!  Aí sempre aparece alguém falando: “ai que exagero, é ‘só’um fim de semana”. Só que gente… arrumar uma mala de bebê/ criança para um fim de semana dá o mesmo trabalho para uma viagem de 10 dias! A única coisa que muda nesse caso é a quantidade de roupas (e o tamanho da mala), pois os itens são os mesmos citados no começo do post!

Oi, alguém disse “arrumar as malas”?

giphy (1)

Eu, pelo menos, tenho uma baita preguiça de arrumar a mala dos meus filhos, ainda que muuuuitos itens não preciso levar mais. Hoje, por exemplo, o horário de alimentação deles é mais flexível – diferente do bebê que está em fase de introdução alimentar (e aí soma-se à mala uma lancheira térmica com papinha, colherzinha, mil guardanapos, babador, paninho de boca etc). Também não preciso mais me preocupar em esterilizar mamadeiras!

Mas mesmo assim, não abro (e nunca abri) mão de um rápido fim de semana na praia com as crianças, mesmo que eu leve um dia inteiro para arrumar as malas (2 dias, caso eles me ajudem haha) e 1 semana para desarrumar (rs).

E sim, sempre haverá um item que você esquecerá em casa, é fato! Ou então você vai ter colocado muita roupa de calor ou muita roupa de frio… sempre o contrário da temperatura que está fazendo.

Mas vale à pena? Siiiimmmm, vale muito!! Então bora arrumar essa mala e pé na estrada!

giphy (2)