Desabafo

Carta de uma mãe: “Me desculpe! Desculpe por ter te julgado”

Esse texto foi escrito pela minha irmã, mãe de uma linda menininha de quase 2 anos de idade. Muita gente está se emocionando com esse texto e tenho certeza que vocês irão se identificar também! Afinal, antes de ser mãe, quem nunca torceu o nariz para a enxurrada de fotos que as outras mães publicavam de suas crias nas redes sociais?

Eu já fui dessas! Dessas que revirava os olhos quando você postava fotos dos filhos, só fotos dos filhos. Era filho brincando, filho andando, filho na festa, filho mandando beijo, selfie com filho fazendo bico, bla bla bla bla!

Acho até que cheguei a parar de seguir algumas de vocês por causa disso. 

As fotos que eu postava? Eram fotos legais. Selfies com os amigos (que você não conhecia), fotos de mais amigos (que você também não conhecia) nos esquentas e nas milhares de festas, fotos da multidão dos festivais, fotos de gente que eu tinha acabado de conhecer e depois nunca mais vi… 

Agora, pensando bem, talvez você não tenha visto nenhuma delas porque geralmente eram postadas quando você já estava no décimo sono ou na vigésima tentativa de fazer seu filho dormir tentando fazer a febre baixar.

Talvez seja por isso que você não tenha deixado de me seguir também. Nem teve tempo. 
Me desculpe! Desculpe por ter te julgado, desculpe por ter revirado meus olhos. Me desculpe por ter sido tão ignorante.

Hoje ‘curto’ fotos dos filhos do fundo do meu coração. Não faço isso por hipocrisia, mas porque hoje sei o quão importante foi aquele momento que seu filho se lambuzou inteiro de chocolate ou a primeira vez que ele subiu no triciclo. Sei o quanto foi difícil conseguir tirar aquela foto dele fantasiado, sei que você deve ter vomitado um arco íris de fofura quando você viu seu filho dançando quadrilha com os amiguinhos. Quando ele abraçou o primo de saudade pois fazia tempo que não o via e você conseguiu fotografar. O caminhão de orgulho que você carregou quando seu filho colocou o uniforme da escolinha pela primeira vez. Imagino que deve cair uma lágrima quando você vê todas essas fotos, mesmo que seja pela milésima vez.

Hoje eu entendo e hoje sou eu que estou aqui chorando litros ao acompanhar minha filha no primeiro dia de escolinha e … postando uma foto dela!!”

Por Luciana Noronha

© Pro777 | Dreamstime.com - Early Education Photo

© Pro777 | Dreamstime.com – Early Education Photo

  • ·Por conta da privacidade, substituí a foto da minha sobrinha por uma outra retirada de uma banco de imagens.
Produtos

Faber-Castell lança caneta marcador de uniforme

Gente, que legal esse lançamento da Faber-Castell! Caneta marcador de uniforme! Adoreeei e já estou ansiosíssima para comprar. E o mais legal é que tem marcador branco, para usar nos tecidos escuros!

A caneta tem função de marcar os uniformes em tecidos claros e escuros. Está disponível no formato triangular ergonômico, ponta média 1,0 mm, e em duas cores de tinta: preto (para marcar diversos tipos de tecidos claros) e branco (para marcar diversos tipos de tecidos escuros).

O preço sugerido é de R$ 8,90 a unidade.

faber castell_marcador de uniforme marcador de uniforme_faber castell

Saúde & Alimentação

Sugestões para montar uma lancheira saudável

Lanche saudável

Photo credit: kelly.sikkema via VisualHunt / CC BY

Ao contrário do que muitas pensam, montar uma lancheira saudável e ideal não é uma meta tão difícil de ser alcançada. A gente não precisa ser uma discípula da Bela Gil para isso (rs). Nada contra a chef, muito pelo o contrário!

Para ajudar a montar uma lancheira equilibrada para os nossos pequenos nessa volta às aulas, Beatriz Botéquio, consultora em nutrição da ABIMAPI – Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados, explica que a composição do lanche infantil deve sempre conter:

– 1 fonte de carboidratos (pães, biscoitos simples doces ou salgados, bolo simples ou cereal matinal);

– 1 fonte de fibras e minerais (frutas ou sucos);

– 1 fonte de cálcio (leite, queijo ou iogurte).

Quanto à quantidade e variedade, a nutricionista afirma que três produtos são o suficiente para evitar desperdício. Um lanche infantil não deve ultrapassar de 300 Kcal.

Lancheira térmica da loja Mimozário (www.elo7.com.br/mimozario)

Use lancheiras térmicas para manter a temperatura dos alimentos (Veja aqui as lancheiras térmicas da loja Mimozário) e armazene cada alimento em embalagens individuais, como sacos plásticos descartáveis com zíper ou potinhos plásticos.

Para atrair as crianças, Beatriz Botéquio dá a dica de como deixar o lanche mais divertido: “pães de forma são uma ótima alternativa para criar um lanche divertido, caracterizando o pão em personagens animados ou bichos como ursos, girafas e tubarões. Pode usar a criatividade e usar moldes em formatos de estrelas, corações, carrinhos ou montar um cenário com os próprios alimentos”.

 

Confira abaixo três sugestões para montar uma lancheira saudável:

Opção 1:

Pão sem casca integral com requeijão e ricota temperada + 1 fruta (maçã picada ou banana)

Opção 2:

Lanchinho de biscoito integral com margarina + Iogurte natural + saladinha de fruta picada

Opção 3:

Bisnaguinha de cenoura com geleia 100 % frutas + 1 caixinha de água de coco

Opção 4:

Mini wrap com patê de frango com cenoura e alface + 2 castanha do pará + 1 suco de fruta natural

No ano passado fiz uma matéria bem legal com a nutricionista Juliana Dragone, que avaliou a lancheira de 3 crianças. Confira o que estava certo e errado no lanche dos pequenos. A nutri também indicou as melhores frutas para fazer suco natural e levar para a escola!