Saúde & Alimentação

A gripe já chegou por aí? Confira nota do Ministério da Saúde sobre a vacinação contra o Influenza

Outono se aproximando (começa dia 20 de março) e por aqui a gripe já chegou! E braba! As crianças aqui em casa pegaram uma daquelas de chumbar, tadinhas: febre, coriza, tosse, indisposição, falta de apetite… uma dó! Além dos meus filhos, conheço muita gente que ficou (ou está) mal por conta da gripe, causada pelo vírus Influenza. E aposto que você também conhece! Começou aquela fase de “nossa, tá ‘todo mundo’ gripado”. :/

gripe em crianças

Photo credit: Xavier Donat via Visual hunt / CC BY-NC-ND

Também li em alguns grupos de mães no Facebook confirmações das escolas de crianças que pegaram a gripe A. Segundo reportagem da revista Crescer, publicada em 15 de março, o Hospital Infantil Sabará (SP) já confirmou 15 casos de crianças com a doença. Em 2015, nessa mesma época, o mesmo hospital não registrou nenhum caso da gripe A.

A gripe chegou mais cedo neste ano?

Procurei a assessoria de imprensa do Ministério da Saúde para nos dar mais informações e recebi a seguinte nota:

“Apesar da sazonalidade do vírus da influenza ser maior no inverno, no Brasil pode haver circulação em outras épocas do ano, já que o país apresenta diferenças geográficas e climáticas em suas regiões. Todas as Unidades Federadas receberam estoque de medicamento para os casos suspeitos de influenza e devem disponibilizar em suas unidades de saúde. É importante ressaltar que o intervalo ideal preconizado entre o início dos sintomas e o início do tratamento é de 48 horas”.

O Ministério da Saúde também informou que a campanha de vacinação contra a gripe deste ano está prevista para ser realizada entre os dias 30/04 a 20/05 em todo o país, sendo que o dia D de mobilização nacional deverá ocorrer no dia 30. “O Ministério da Saúde reforça que, além da vacinação, pode-se evitar a infecção por influenza com medidas de higiene como lavar sempre as mãos e evitar locais com aglomeração de pessoas que facilitam a transmissão de doenças respiratórias”.

Nas clínicas particulares a vacina contra o Influenza geralmente chega mais cedo e está prevista para o mês de abril.

Além do Influenza, outro vírus que entra em circulação nessa época do ano é o Vírus Sincicial Respiratório (VSR), que acomete crianças até 2 anos e exige cuidados com os bebês prematuros. Para crianças acima de dois anos de idade ou adultos com condições normais de saúde, a infecção por VSR pode ser confundida com um simples resfriado. Mas em crianças prematuras ou portadoras de doenças cardíacas congênitas e displasia broncopulmonar (DBP), o vírus pode dobrar o tempo de hospitalização da criança. Bronquiolite e pneumonia são as consequências mais comuns do VSR.

A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM) recomenda a imunização contra o VSR, que reduz em 55% o risco de internação nos bebês prematuros e reduz em 45% o risco de internação dos bebês com cardiopatia congênita. A imunização para bebês prematuros, ou com cardiopatia congênita, ou broncodisplasia pulmonar, está disponível pelo SUS, em todos os Estados brasileiros.

Deixe seu comentário!