Saúde & Alimentação

Primeiros casos de gripe A já são registrados

Campanha de vacinação começa em abril

vacina contra a gripe 2017

Pergunte para qualquer mãe: qual a pior estação do ano? Tenho certeza que a maioria responderá que é o outono! É nessa época do ano que a temperatura muda, o tempo fica mais seco, aparecem as alergias respiratórias e as gripes! Só que o verão nem terminou e já tem muita criança ficando ruinzinha 🙁

O verão termina mesmo no dia 20 de março. Mas alguns casos da gripe A já começam a ser registrados no Brasil.

De acordo com o Ministério da Saúde, até 4 de março, foram registrados 96 casos de influenza de todos os tipos no Brasil. Deste total, 8 foram por influenza A do tipo H1N1. Existem ainda os casos de influenza A do tipo H3N2, além da influenza B e outros vírus respiratórios, como VSR, Parainfluenza e Adenovírus. Os dados constam do Boletim Epidemiológico de Influenza do Ministério da Saúde.

Rafael, de apenas 3 anos, foi diagnosticado com gripe A no início deste mês. De acordo com a mãe, Renata Saka, os sintomas foram brandos. “Ele teve coriza, começou a espirrar bastante e teve febre”, conta. “Eu que insisti para fazer o teste de influenza de novo. Ele tinha feito duas semanas antes porque estava com chiado no peito”, completa. O Rafael já se recuperou 🙂

Neste ano a Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza será realizada no período de 17 de abril a 19 de maio.

E vamos torcer para que este ano não aconteça aquele caos e desespero na vacinação contra a gripe como foi no ano passado. Em 2016 a Campanha Nacional começou no dia 30 de abril, mas antes disso as clínicas particulares já tinham a vacina e registravam horas e mais horas de filas. Isso quando não esgotava. Tudo isso devido ao surto antes da hora do H1N1 que deixou as pessoas em pânico (incluindo a mamãe aqui).

Vale ressaltar que a prevenção é muito importante também. E principalmente com as crianças, que vivem colocando a mão na boca, olhos e nariz, temos que ficar mais atentas ainda. Medidas de higiene, como lavar sempre as mãos e evitar locais com aglomeração de pessoas que facilitam a transmissão de doenças respiratórias, são algumas das medidas sugeridas pelo Ministério da Saúde.

Aqui, além de lavar as mãos sempre, outra medida que tomei é andar sempre com álcool em gel na bolsa. Ajuda bastante!

Confiram também outros posts de saúde aqui no blog:

# Mitos e verdades sobre a febre nas crianças

# Como manter a saúde dos filhos na volta às aulas

# Crises alérgicas e resfriados nas crianças

# 10 ocasiões essenciais para lavar as mãos

Deixe seu comentário!