Comportamento

Férias escolares: faz mal deixar as crianças dormirem até tarde neste período? Como lidar com a mudança na rotina?

Como estão as férias escolares aí na sua casa? Por aqui está bem agitado, com muitos passeios, brincadeiras e horários um pouco mais flexíveis.

Mas fiquei na dúvida: será que dá para deixar os filhos irem para a cama mais tarde e acordarem quando quiserem só porque estão de férias ou é melhor seguir a rotina de sempre? E quando a família está viajando, será que tudo bem dar aquela avacalhada nos hábitos do bebê?

bebe de óculos

Oh dúvida: deixar os pequenos dormirem tarde só porque estão de férias ou manter os horários de sempre? / © Kingvald | Dreamstime.com – Boy With Sunglasses Photo

Fui atrás da equipe da Maternity Coach, serviço de consultoria do sono infantil, para esclarecer a questão do sono nas crianças x mudança de rotina nas férias. A resposta está muito interessante e nos dá uma boa orientação sobre a melhor forma de lidar com essa “bagunça” das férias.

Confiram o que a equipe da Maternity Coach escreveu para o Todas as Mães:

“Pela nossa experiência, o exagero não é o melhor caminho. Não é necessário manter uma rotina rígida e engessada, onde não seria possível aproveitar algum passeio ou mesmo evitar uma viagem, porém se o seu filho tem menos de 3 anos, ainda faz sonecas durante o dia ou tem o sono muito sensível (o padrão de sono muda de acordo com a rotina do dia), sugerimos alguns cuidados para evitar noites em claro no retorno das férias.

Todas as nossas funções são reguladas por um ritmo interno do corpo, o relógio biológico e basicamente este relógio nos bebês é regulado por horário de acordar, dormir (de dia e de noite), além da alimentação.

Para não desprogramar este ritmo interno, o ideal é respeitar o quanto é possível os horários de alimentação e sonecas do bebê, mesmo que em ambientes diferentes, com diversas atividades durante o dia. Um bom exemplo são as sonecas: o bebê pode dormir no carrinho ou no colo dos pais durante um passeio. O importante é que durma, para manter seu ritmo interno.

Pular uma refeição ou deixar a criança dormir em horários muito diferentes do normal pode exigir um grande esforço e paciência dos pais para regular novamente o ciclo biológico da criança.

Por isso, nossa dica é aproveitar muito as férias, fazer coisas diferentes e curtir a companhia dos filhos, mas sempre seguindo horários regulares para garantir noites de sono restauradoras e saúde equilibrada.

Assim, na volta das férias fica mais fácil de voltar à rotina escolar, sem alterações bruscas no padrão de sono e alimentação”.

Comportamento

Coach dá dicas para começar a semana bem e vencer o pavor da segunda-feira

Encarar a segunda-feira é difícil! Com frio ainda, vixe, piorou! Pode não ser para todos, mas para a grande maioria das pessoas a segunda-feira é o pior dia da semana! Em alguns, esse sofrimento já começa no domingo à noite.

segunda-feira chapolin

Mas calma, gente… não tem como escapar, tem? Então pra quê sofrer? Para nos ajudar a começar a semana com mais leveza, a coach de vida e carreira Ana Lisboa, dá 3 dicas valiosas!

Vale à pena tentar! Confesso que me identifiquei bastante com a dica n.2, pois vira e mexe estou fazendo listinha de coisas a fazer rs.

segunda-feira

1. Não sofra por antecipação

Não faz o menor sentido começar o sofrimento ao cair da tarde do domingo. “Ao contrário! Aproveite seu domingo até o último minuto, recarregue as energias fazendo o que gosta e com quem gosta, seja feliz, afinal, ainda é final de semana”, explica a coach. Segundo ela, parte do mau-humor está em começar a sofrer já no domingo, se antecipando diante de uma segunda feira que ainda nem existiu. “A segunda-feira ainda está apenas dentro da sua cabeça, então enquanto isso você perde de curtir o domingo”.

2. Planeje-se

Ana ensina a, pouco antes de dormir, planejar mentalmente as providências que precisam ser tomadas logo pela manhã na segunda-feira. “Deixe as coisas que precisa levar com você já arrumadas, ou pelo menos saiba que elas estão no lugar em que deveriam estar”. Ela também destaca a importância de fazer uma listinha de afazeres para o dia seguinte, separando os itens entre importantes, urgentes e “se der tempo eu faço”. “Depois, comece sempre eliminando as coisas importantes da lista, assim elas não se tornam urgentes, e então você vai ter um tempinho sobrando para cumprir 100% da listinha”, completa.

3. Capriche nas suas atividades

“Já reparou que quando não estamos preparados, alguma oportunidade aparece e a gente fica se perguntando por que, justo quando não estávamos preparados, algo extraordinário acontece e não conseguimos aproveitar?”. O exemplo dado por Ana Lisboa serve para dar a lição de que devemos nos empenhar mais justamente quando não estamos nem um pouco dispostos a isso. “Não é fácil, mas ao fazer muito melhor do que faríamos normalmente, nos destacamos, e o que era oportunidade se transforma em vantagem para nós”, destaca. A coach conta que, geralmente, essas oportunidades se transformam nos maiores presentes que conquistados ao longo da vida.

E você, também sofre de segunda-feirite? Me conte o que faz para driblar esse desânimo de início de semana…

Comportamento

E o sono das crianças, não vai bem? Cuidado, isso merece sua atenção!

Sei que esse post não servirá para todas as mães (e sorte a sua caso não sirva)… quero falar aqui com pais e mães de crianças que ainda não têm uma noite de sono tranquila. Bom, antes de mais nada: #tamojunto

crianças que não dormem direito

Crianças que não dormem direito têm mais propensão à hiperatividade. Photo via VisualHunt.com

Meu filho tem 4 anos e conto nos dedos as vezes que ele dormiu a noite inteira. É muito comum ele acordar de madrugada e me chamar ou ficar muito agitado se remexendo na cama, e até ranger os dentes enquanto dorme. Dá uma aflição horrível, parece que ele está quebrando seus dentinhos. Ainda não procurei um dentista para conversar sobre isso, mas já está na minha listinha de preocupações (rs).

Um parêntese: já tentei diversos florais e nada! Quando o Teodoro era bebê, estava passeando com ele na rua e sem querer ouvi uma outra mãe contando para uma amiga sobre a maravilha de um floral que ela tinha descoberto e que seu filho agora dormia a noite inteira. Não pensei 2 vezes: interrompi a conversa, me desculpei pela intromissão e pedi o nome do tal floral. Fui atrás, mas obviamente não adiantou nada :/

Mas voltando aos dias atuais: quando ele tem essas noites mal dormidas, fico morrendo de dó, pois sempre pensei que durante o dia ele poderia ficar cansado exatamente por não ter recarregado suas energias durante a noite. E sabe o pior? Eu sempre estive certa!

“Crianças que não dormem direito tem mais propensão à hiperatividade, obesidade infantil, dificuldade nos relacionamentos, dificuldade de foco e de memória. Além disso o sono de qualidade deixa o sistema imunológico mais forte o que é essencial na idade escolar”, Maternity Coach.

Entrevistei as consultoras da Maternity Coach, serviço de consultoria do sono infantil, para falar sobre as crianças na idade pré-escolar que ainda têm problemas para dormir. As consultoras são certificadas pelo IMPI (Internacional Maternity and Parenting Institute) e pela IABPP (Internacional Academy of Baby Planner Professionals).

Se você está passando por esse momento difícil (porque sei que é difícil mesmo e chato), sinta-se abraçada por mim. Leia essa entrevista que está bem legal! Dá para pegar algumas dicas e aplicar em casa!

Você sabia, por exemplo, que uma alimentação inadequada pode estar atrapalhando o sono do seu filho? E que até falta de sono diurno pode prejudicar o sono da noite? Leiam a entrevista abaixo!

Alguns bebês demoram meses para terem uma noite inteira de sono. Mas algumas crianças demoram anos… é normal uma criança na idade pré-escolar ter sono agitado e ainda acordar durante a noite?
Geralmente a criança tem condições de dormir a noite toda depois dos 6 meses, quando aceitam a alimentação sólida. Em alguns casos como de baixo peso, a criança precisa mamar ainda de madrugada, mas na maioria das vezes, já pode dormir a noite toda. Não é normal uma criança não dormir, aliás, é prejudicial, por isso é necessário descobrir as causas dos despertares. Pode ser stress, muito cansaço, associações erradas de sono, falta ou excesso de sono diurno ou mesmo algum distúrbio de sono, onde a orientação médica é necessária.

rotina para crianças dormirem

Rotina é a palavra chave para um sono tranquilo das crianças. Photo credit: clement127 via Visual Hunt / CC BY-NC-ND

O que podemos fazer para tentar uma noite inteira de sono? O que pode afetar o sono dessas crianças?
A primeira providência é ter rotina. Respeitar os horários da criança e seu sono diurno. É necessária também uma atenção especial para a alimentação. Uma criança que não tem qualidade na alimentação pode despertar mais de noite. Outro aspecto é perceber como esta criança dorme, quais são as associações de sono que ela tem. Ela precisa de ajuda para adormecer ou faz isso sozinha? Se precisar de ajuda, a criança pode necessitar da mesma ajuda de madrugada, quando despertar entre um ciclo de sono e outro e não voltar a dormir.

Essa falta de um sono tranquilo em crianças que não dormem a noite inteira, que acordam chorando ou que rangem os dentes podem ser prejudicadas durante o dia?
A falta de sono pode ser bem prejudicial. Crianças que não dormem direito têm mais propensão à hiperatividade, obesidade infantil, dificuldade nos relacionamentos, dificuldade de foco e de memória. Além disso o sono de qualidade deixa o sistema imunológico mais forte o que é essencial na idade escolar.

sono dos bebês

O ideal é ensinar as crianças a dormirem no primeiro ano de vida. Photo via VisualHunt.com

Em que momento devemos nos preocupar e procurar ajuda?
Com carinho, paciência e persistência, conseguimos ajudar as crianças a terem um sono de qualidade antes dos 12 meses. Sobre a preocupação, se a criança não dorme depois dos 12 meses ou mesmo antes, o ideal é entender a causa da falta de qualidade do sono. Se a criança passar por exames e não for diagnosticado nada de errado com a saúde dela e os despertares forem decorrentes de problemas comportamentais, o ideal é procurar uma consultoria de sono para resolver estes problemas através de algum método de aprendizagem.

O que o exame de polissonografia detecta? É só um médico que pode solicitar?
Sim, só um médico pode solicitar. É um exame que vai diagnosticar possíveis distúrbios de sono. Neste caso, a polissonografia vai ajudar as famílias a saberem se o problema de sono da criança é físico ou comportamental.

Para quem se interessou mais sobre a consultoria do sono infantil, seguem todos os contatos da Maternity Coach. Espero que essas dicas tenham te ajudado a mudar alguns hábitos e prestar atenção no que pode estar prejudicando o sono da criança!

Serviço

Maternity Coach
maternitycoach@maternitycoach. com.br
Skype: maternity coach
Facebook: https://www.facebook.com/ MaternityCoach/
Instagram: @maternitycoach